VITÓRIA FC: Yannick Djaló obrigado a parar mais tempo depois de ser operado ao joelho

Desporto

“Voltarei a fazer o que mais gosto em breve e ainda mais forte”

Na sequência de uma entorse no joelho, o avançado Yannick Djaló foi ontem sujeito a uma intervenção cirúrgica. A decisão de operar o jogador “com a maior brevidade possível” foi decidida após o atacante ser avaliado pelo departamento médico do clube, revelou o clube ontem de tarde no seu site oficial.
Yannick Djaló, que foi apresentado no Estádio do Bonfim a 23 de Agosto e estava a recuperar a forma física desde a sua chegada, lamentou no Instagram – onde publicou uma fotografia com uma pulseira do Hospital da Luz, Setúbal, no puslo – os percalços e promete regressar com energia redobrada.
“Infelizmente têm sido muitos os percalços ao longo dos últimos meses, mas não há mal que dure para sempre. Voltarei a fazer o que mais gosto em breve e ainda mais forte. Obrigado do fundo do coração a todos os meus companheiros de equipa pela força e pelo carinho. God bless me (Deus me abençoe)”, escreveu Yannick Djaló, de 31 anos, que chegou a Setúbal oriundo dos tailandeses do Ratchaburi.
O defesa/médio José Semedo (ex-Sheffield Wednesday), que foi apresentado como reforço do Vitória no mesmo dia que Yannick Djaló, publicou uma foto de ambos do dia em que foram oficializados no Bonfim acompanhado de um texto em inglês. “Sempre juntos nos bons e maus momentos. Já passaste por momentos difíceis e superaste-os sempre com grande estilo, por isso, muito em breve voltarás ao campo para fazeres o que melhor sabes: marcar golos. Ânimo irmão”.

Injustiças de arbitragem revoltam presidente Fernando Oliveira

Em entrevista ao jornal Record, Fernando Oliveira, presidente do Vitória de Setúbal, não escondeu desagrado pelo facto de o clube ter sido prejudicado por decisões de arbitragem em metade das seis jornadas realizadas no campeonato. “Queremos ter um tratamento igual aos outros”, disse o dirigente que continua incrédulo por não ter sido validado um golo em Paços de Ferreira em que a bola entrou na baliza da equipa adversária.
Ainda a propósito do jogo de sexta-feira, que os sadinos perderam por 1-0, o dirigente revelou o ambiente que encontrou no balneário do Vitória no final do encontro em Paços de Ferreira. “Quando fui à cabina, vi um conjunto de rapazes traumatizados, muitos deles com as lágrimas nos olhos, revoltados com tudo quanto lhes acontecera”.
A par do sentimento de “injustiça” que sente por entender que o clube deveria somar neste momento dez pontos e não os seis actuais, Fernando Oliveira confessa agrado pelo rendimento da equipa treinada por José Couceiro. “Estou muito satisfeito com a equipa técnica e com os jogadores, que formam um balneário fantástico, amigo e feliz, e é a génese das muitas alegrias que ainda vamos ter na presente temporada”, vaticina, assegurando que “os ordenados estão em dia” no Vitória.

João Valido nos sub-18

João Valido, guarda-redes do Vitória, está desde anteontem na Seleção Nacional Sub-18, no início do primeiro estágio da época 2017/2018, que decorre até hoje na Cidade do Futebol. Ainda júnior, mas a trabalhar com o plantel profissional às ordens de José Couceiro, João Valido, de 17 anos, é um dos 26 jogadores de 16 clubes (oito portugueses e oito estrangeiros) convocados pelo selecionador Filipe Ramos.
Entretanto, o plantel liderado por José Couceiro treina hoje, 9h30 e 17 horas, no Bonfim, à porta fechada.
Ricardo Lopes Pereira

 

Deixe uma resposta