FMM Sines ganha prémio da European Festival Association

Local Últimas

Distinção foi entregue por júri internacional em Bruxelas, na presença do ministro da Cultura português e do presidente da Câmara, Nuno Mascarenhas. Foi o maior reconhecimento estrangeiro alcançado pelo evento alentejano em 19 edições de existência

O Festival Músicas do Mundo (FMM), de Sines, foi um dos seis festivais europeus premiados com o EFFE Award 2017, maior distinção internacional atribuída ao certame desde a sua criação, destaca a Câmara Municipal. O prémio foi entregue pela European Festival Association, em Bruxelas, na última segunda-feira,18.

Segundo a autarquia, trata-se do “maior reconhecimento internacional que o FMM Sines recebe ao longo de 19 edições” de existência. “Depois de ter sido um dos 715 festivais de 39 países europeus a receber o selo de qualidade EFFE 2017-2018 e de ter sido considerado um dos 26 festivais laureados, a consagração europeia do FMM Sines culmina com a atribuição do EFFE Award, entregue por um júri internacional a ‘seis dos mais influentes festivais europeus’”, salienta a edilidade, em nota de Imprensa enviada ao DIÁRIO DA REGIÃO.

Para o júri, adianta a autarquia, o festival de Sines impressiona por promover “uma diversidade real (não uma diversidade cosmética)” e por constituir uma “celebração da arte, da vida e do cosmopolitanismo”.

A cerimónia de entrega dos prémios contou com as presenças do ministro da Cultura, Luís Castro Mendes, do presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, e do director artístico do FMM Sines, Carlos Seixas.

Ministro e presidente da autarquia elogiam certame

Luís Castro Mendes mostrou satisfação pela distinção do FMM Sines, que “representa uma consagração europeia” do certame português, caracterizado por “um aspecto cosmopolita, de música do mundo, de música altamente sofisticada, interessante e ao mesmo tempo ligada às raízes populares e tradicionais”.

Nuno Mascarenhas também não escondeu a importância da premiação e do próprio festival em si. “Trata-se de um prémio que nos enche de orgulho e que acaba por promover Sines, que para nós também é bastante importante”, vincou o autarca.

Já Carlos Seixas lembrou que, em duas décadas, cerca de de três mil músicos, oriundos de mais de 120 países e regiões, tocaram para mais de um milhão de espectadores, numa pequena cidade na costa alentejana. “A visão do FMM Sines não mudou desde o início da sua viagem. Um festival de serviço público, guiado pelos valores artísticos. Um festival para promover a exposição às diferentes expressões musicais e culturais, combater o medo e aceitar a diferença”, salientou o director artístico.

A par do FMM Sines, foram também premiados os festivais Altofest International Contemporary Live Arts Festival (Itália), European Film Festival Palic (Sérvia), Gdansk Shakespeare Festival (Polónia) e Utrecht Early Music Festival (Holanda). O Edinburgh International Festival, na Escócia, um dos maiores festivais do mundo, recebeu um prémio especial do júri.

A plataforma EFFE – Europe for Festivals, Festivals for Europe é uma iniciativa da European Festival Association, com o apoio da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu.

Deixe uma resposta