26ª Rampa da Arrábida volta a acelerar este sábado

Local B Local C Últimas C

Onze anos depois da última edição, a mítica competição da Arrábida, organizada pelo Clube de Motorismo de Setúbal, vai juntar perto de sete dezenas de pilotos, como Mário Silva, Jorge Petiz, Ni Amorim

 

A 26.ª Rampa da Arrábida, organizada pelo Clube de Motorismo de Setúbal, com o apoio da Câmara de Setúbal, voltará a colocar a cidade no centro das atenções dos amantes do automobilismo numa prova realizada durante todo o dia do próximo sábado, 23.

A competição patrocinada pela Liberty Seguros decorrerá numa distância de três mil metros e manterá o percurso original, num traçado sinuoso com início no quilómetro 19 e meta no quilómetro 16 da Estrada Nacional 379-1, cerca de quinhentos metros após a Bataria do Outão.

O evento desportivo inclui competição nas categorias de “Velocidade”, cumprindo as regras de uma rampa regional, e de “Regularidade”, ao abrigo do regulamento específico internacional da regularidade histórica.

No total participarão nesta corrida 68 pilotos, repartidos entre as categorias de “Velocidade”, com 39 inscritos, e de “Regularidade”, com 29 concorrentes, ao volante de 69 bólides.

Mário Silva, um dos maiores nomes do automobilismo nacional, está confirmado na competição e vai regressar ao volante de um Ford Escort B.D.G. e de um Porsche 997 GT3, depois de ter participado, há dois meses, na Setúbal Especial Sprint.

A atenção do público está igualmente centrada em máquinas como o MG Midget de António Paquete, o Jaguar XJS de José Mota, o Pontiac Sunbird, de Manuel Teles e o Audi S6, de Rui Cordeiro.

As verificações técnicas e administrativas realizam-se entre as 07h00 e as 08h30, com os bólides participantes em ambas as categorias de competição a fazerem-se à estrada depois das 09h00 para reconhecimento da pista.

A potência debitada pelos potentes motores estará no asfalto às 11h00, com a primeira subida de treinos na categoria de “Velocidade”, enquanto os históricos da “Regularidade” fazem a primeira subida oficial, de referência, às 12h00.

A emoção a sério está reservada para o início da tarde, com duas subidas oficiais para cada categoria. Os pilotos de “Velocidade” sobem às 14h30 e às 16h00, enquanto os de “Regularidade” competem às 15h15 e 16h45. A entrega de prémios é às 19h00.

O público pode assistir gratuitamente à prova, em segurança, nos locais estabelecidos pela organização do evento, com o trânsito automóvel no troço da Estrada Nacional 379-1, em que se realiza o evento automobilístico a ser cortado a partir das 08h00.

A organização disponibiliza transporte especial, gratuito, entre as 07h00 às 13h00, de meia em meia hora, entre a Casa da Baía e a Serra da Arrábida, com várias zonas destinadas ao público que permitem assistir ao espetáculo em segurança.

À semelhança da Setúbal Especial Sprint, que decorreu a 29 de julho, a 26.ª Rampa da Arrábida – Liberty Seguros pontuará para a CMS Cup, troféu criado pelo Clube de Motorismo de Setúbal. Um dos objetivos da organização é que a rampa volte a integrar o calendário do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, organizado pela Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting.

A Rampa da Arrábida, de regresso à montanha onze anos depois, foi considerada uma das mais importantes competições dos campeonatos nacionais de velocidade, clássicos e montanha.

Mário Silva, Jorge Petiz, Ni Amorim, Pedro Azeredo, António Barros, Pêquêpê e Rui Viana são alguns dos melhores pilotos nacionais que, ao longo de vários anos, marcaram presença na prova que chegou a estar integrada no Europeu de Montanha.

Deixe uma resposta