O BRT+Mini bus era um investimento de milhões de euros sem qualquer utilidade para a cidade de Montijo

Opinião

Os BRT são construídos em cidades com centenas de milhar ou milhões de habitantes, por causa do volume de trânsito dessas cidades e o tempo que os transportes públicos demoravam no meio do trânsito. A cidade mais pequena que tem o BRT tem 300.000 habitantes. Em Portugal não existe nenhuma cidade com BRT. A cidade de Montijo tem cerca de 35.000 habitantes.
O Montijo é das cidades do país onde o trânsito circula com mais facilidade, temos várias vias à entrada da cidade com 4 faixas de rodagem: Avenida Pedro Nunes, Avenida Garcia da Horta, circular externa até à estrada de Samouco e ainda a EN5 até à rua José Joaquim Marques que tem só um sentido, por todas as vias se chega ao Seixalinho com facilidade e sem conflitos de trânsito.
É difícil encontrar no país uma cidade em que o trânsito circule tão bem e que tenha estacionamento grátis para todos.
Este projeto não tem nenhuma utilidade prática nem económica, nasceu como promessa eleitoral para tentar iludir as pessoas.

Declaração do candidato à câmara da Coligação psd/ cds que copiei da internet:
A questão da mobilidade da população é outra aposta forte, com a criação de uma rede de transportes, que passará “pela construção de um corredor ‘BUS Rapid Transit’ (BRT)”.
“Este transporte ecológico, moderno e barato fará a rota entre o Fórum Montijo e o actual Terminal da Transtejo, usando a antiga linha de caminho de ferro e um corredor a criar ao longo da actual estrada do Seixalinho”, revelou. O corredor BRT “permitirá efetuar todo o percurso em cerca de 15 minutos” e a baixo custo, quando “comparado com outras soluções”.
Como complemento a este BRT, será também criada “uma rede de mini-autocarros, que se ligará ao canal de BRT através de uma gare a construir na antiga estação ferroviária”. Numa primeira fase, disse João Afonso, “existirão dois circuitos de mini-autocarros na freguesia Montijo/Afonsoeiro… a segunda fase contará com a criação de um circuito para a Atalaia e Alto Estanqueiro-Jardia e a terceira fase com a criação de um circuito com a inclusão da Lançada e Sarilhos”.
Rota do BRT do PSD/CDS: Os autocarros seguem do Forum Montijo pela circular externa(tinham que construir um corredor nesta via) até à rotunda da EN 5 para apanhar a antiga linha de caminho de ferro, daqui partiam em direcção à antiga estação da CP, passando pela frente da antiga fábrica da Sopac e da fábrica do Rufino & Guerreiro, por trás do L. Leclerc(antiga Mundet),ao lado da estação elevatória de esgotos para a ETAR do Arce, por baixo da ponte do comboio até à velhinha estação da CP. Sei que vão abrir um corredor na estrada do Seixalinho, mas no discurso nada se diz como vamos da estação da CP para a estrada do Seixalinho. Como o papel e a palavra aguenta tudo eu já disse para prometerem um teleférico para levar os passageiros da Estação da CP para estrada do Seixalinho.

Interrogações:
1º O percurso indicado pelo candidato, como podem ver no texto publicado passou da Estação da CP para a estrada do Seixalinho, onde é construído um corredor para o BRT. E o percurso desde a Estação da CP até à estrada do Seixalinho é feito de minibus ou vão a pé.
2º Os dois circuitos de mini-autocarros levam todo o pessoal que vai para o barco primeiro para Gare e depois para o Seixalinho, mesmo os do Saldanha, Borralhal, Cerrado Chaves, Janelas do Parque e os minibus que vêm da zona nova da cidade qual é o percurso que fazem para chegar à Gare, na Rua José Joaquim Marques voltam `na CGD pela Rua Manuel José Nepomuceno até à Gare. Então não era melhor toda esta gente ir logo em direção do Seixalinho.
3º E se as pessoas que residem nas Colinas do Oriente , no Bairro do Areias e no Esteval quiserem ir ao Forum Montijo, têm que ir primeiro num mini-autocarro até à Gare e depois seguirem para o Forum.

Deixe uma resposta