MONTIJO Excesso de lotação leva à intervenção da polícia em barco da Transtejo

Local C Últimas

Navio avariado deixou acumulação de passageiros em hora de ponta. Centenas de passageiros, atrasados por falta de barcos anteriores do Cais do Seixalinho para o Cais do Sodré, em Lisboa, “invadiram” navio das 08h30

 

A Policia de Segurança Pública (PSP) foi chamada a intervir esta manhã (18) para retirar passageiros em excesso no barco da Transtejo que se preparava para sair do Cais do Seixalinho, no Montijo, para o Cais do Sodré em Lisboa, apurou o DIÁRIO DA REGIÃO.

O barco das 08h30 encheu de passageiros para além da lotação máxima e, perante a recusa das pessoas de corresponderem aos pedidos para saírem da embarcação, a empresa solicitou a intervenção da polícia.

Segundo um dos passageiros, a entrada de passageiros a mais no navio das 08h30 deveu-se à falta de barcos nas carreiras anteriores por ter avariado o barco das 06h00. De acordo com o mesmo testemunho, as carreiras foram ficando atrasadas e com falta de barcos, deixando passageiros em terra, até que, no barco das 08h30 entraram pessoas a mais, que já estavam atrasadas.

O navio que se avariou hoje é o segundo da frota que faz as ligações Montijo-Lisboa a avariar no espaço de uma semana, depois de um primeiro que parou no meio do rio.

7 comments

  1. Isto é vergonhoso!!!
    A Transtejo tem que assegurar o desdobramento de barcos quando acontecem estas avarias.
    Uma correção. Foi o barco das 8.30 que avariou. Portanto a confusão terá sido às 9

    1. Estive lá e ninguem “invadiu” o barco. Entrei normalmente para o barco das 9h sem me aperceber que o das 8h30 nao tinha partido. Às 9h20 ainda estavamos em terra. Ninguem pediu para sairmos do barco. Não houve qualquer aviso às pessoas ou justificação. Apenas vi passageiros a falar alto, a mandar vir com os marinheiros. Decidi sair e ir de carro para Lisboa, porque vi logo que agora só iria haver o barco das 10h30. Esta brincadeira saiu-me a 14, 75 eur (gasolina, portagens e o bilhete de barco que não usei)- Já fiz reclamação no site da Transtejo. Os barcos não são de fiar.

  2. Boa noite

    Lamento mas a notícia está errada …
    Não houve barco das 7 nem 7.30 o que fez com que saísse um barco as 7.50 h que depois só deveria haver as 9h mas com excesso de pessoas apenas arrancou as 9.30 h . A polícia foi chamada e até o barco arrancar não apareceu !
    Boa noite

  3. As pessoas entraram as 8h50 para o barco que só saiu as 9h45. Estava a bordo sentado, e vi muita confusão e gritos entre passageiros e funcionários do barco que informaram não poder sair até que a lotação por segurança não fosse respeitada.
    As pessoas que estavam a mais acabaram por sair, sem qualquer intervenção da PSP ou Polícia Marítima. Foram chamados mas não os vi no local nem houve intervenção.
    Foram os clientes da transtejo e os marinheiros do barco que conseguiram solucionar o problema.
    E a questão aqui fica, quem tem culpa?
    Os clientes que estavam a mais, que pagam mensalmente o seu passe e que não foram avisados a tempo da situação nem pelo placar de informação da instalação? Os clientes que pagam e são mal servidos por um serviço medíocre que sem concorrência teima em manter más condições à espera da evolução do aeroporto para receber fundos do estado para a compra de novos navios no momento certo?
    Ou será culpa dos tripulantes que sem barcos suficientes, peças para substituição e condições de trabalho e segurança tentam a todo o custo zelar pelos clientes da empresa??
    Na minha opinião a Administração da Empresa devia ter vergonha na cara, baixar os seus ordenados pelo mau serviço e má administração a e compensar os clientes, melhorar as condições dos trabalhadores e promover um melhor serviço de qualidade.

  4. Peçam responsabilidades a quem foi negociar a compra dos ditos barcos ao outro lado do mundo, quando havia barcos por aqui perto, mss passear e tao bom. E depois os sobreselentes foram outro negocio ds china. A corrupçao grassa a força toda.

  5. A ligação fluvial mais cara da área metropolitana e com o pior serviço, quer na regularidade dos transportes, quer na recorrente supressão dos mesmo por avaria. Muito fazem de conta que fazem alguma coisa e que vái mudar, mas ano, após ano, tudo continua igual. Um mau serviço publico na minha opinião, sem garantia de que se chega ao destino quando se derigem para apanhar o barco, uma incerteza que começa a causar transtonos. Tudo funciona mal, que operacionalmente, quer administrativamente. começando pelo cartão para passe mensal, é uma carga de trabalhos, por isso a concorrência aproveita tão mau serviço e vái angariando novos passageiros.

  6. A População do Barreiro e Montijo se querem deixar de sofrer devem clamar por transportes privados com concorrência. Neste momento sustentam e estão nas mãos de um monopólio de parasitas a que devem por fim!!!

Deixe uma resposta