Mitrena ganha escultura em forma de âncora

Empresas Local C Sociedade B

Peça escultórica Âncora foi cedida ao município de Setúbal pelo grupo Teekay, um dos principais clientes da Lisnave. Novo ornamento ficou instalado na rotunda da EN 10-4, que dá acesso à área industrial da Mitrena

 

A peça que desde segunda-feira, 11, ornamenta a zona de entrada na Mitrena assinala os 18 anos de presença em Setúbal da maior operadora mundial de petrolíferos, representando uma “retribuição ao município e à Lisnave” pela relação “sólida e de lealdade”, sublinhou Kevin Mackay, presidente da Teekay Tanker, uma das empresas do grupo.

Desde 1999, já estiveram em doca seca nos estaleiros da Mitrena, para trabalhos de reparação e manutenção, 65 navios do grupo Teekay, que “usufruíram da hospitalidade do município de Setúbal, bem como da competência e da cooperação da Lisnave”.

O grupo Teekay tem actualmente “um navio em reparação no estaleiro e são esperados mais dois dentro de cerca de dois meses”, afirmou o presidente da Lisnave, José Rodrigues, que agradeceu “toda a confiança depositada”.

Já Maria das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal enalteceu o contributo da Teekay para que a Lisnave, “uma das maiores empresas da cidade, seja um estaleiro forte e gerador da riqueza”. A edil setubalense agradeceu igualmente, a oferta da peça escultórica à cidade, uma “enorme, pesada e maciça âncora, símbolo de força e de vontade de permanecer firme contra ventos e marés”.

Maria das Dores Meira espera que a âncora de ferro, que “dificilmente poderá ser levantada”, seja também o símbolo da relação da Lisnave com Setúbal, bem como da continuidade da confiança da Teekay para que os seus navios “possam continuar a largar aqui as suas grandes âncoras”.

A âncora, feita de 11 toneladas de aço vazado, pertencia ao navio Hamilton Spirit, da Teekay, grupo que tem escritórios em Singapura, Noruega, Canadá e Glasgow.

Deixe uma resposta