Mitrena ganha escultura em forma de âncora

44
visualizações

Peça escultórica Âncora foi cedida ao município de Setúbal pelo grupo Teekay, um dos principais clientes da Lisnave. Novo ornamento ficou instalado na rotunda da EN 10-4, que dá acesso à área industrial da Mitrena

 

- Pub -

A peça que desde segunda-feira, 11, ornamenta a zona de entrada na Mitrena assinala os 18 anos de presença em Setúbal da maior operadora mundial de petrolíferos, representando uma “retribuição ao município e à Lisnave” pela relação “sólida e de lealdade”, sublinhou Kevin Mackay, presidente da Teekay Tanker, uma das empresas do grupo.

Desde 1999, já estiveram em doca seca nos estaleiros da Mitrena, para trabalhos de reparação e manutenção, 65 navios do grupo Teekay, que “usufruíram da hospitalidade do município de Setúbal, bem como da competência e da cooperação da Lisnave”.

O grupo Teekay tem actualmente “um navio em reparação no estaleiro e são esperados mais dois dentro de cerca de dois meses”, afirmou o presidente da Lisnave, José Rodrigues, que agradeceu “toda a confiança depositada”.

Já Maria das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal enalteceu o contributo da Teekay para que a Lisnave, “uma das maiores empresas da cidade, seja um estaleiro forte e gerador da riqueza”. A edil setubalense agradeceu igualmente, a oferta da peça escultórica à cidade, uma “enorme, pesada e maciça âncora, símbolo de força e de vontade de permanecer firme contra ventos e marés”.

Maria das Dores Meira espera que a âncora de ferro, que “dificilmente poderá ser levantada”, seja também o símbolo da relação da Lisnave com Setúbal, bem como da continuidade da confiança da Teekay para que os seus navios “possam continuar a largar aqui as suas grandes âncoras”.

A âncora, feita de 11 toneladas de aço vazado, pertencia ao navio Hamilton Spirit, da Teekay, grupo que tem escritórios em Singapura, Noruega, Canadá e Glasgow.

Comentários

- Pub -