Conversações sobre o OE2018 vão num bom sentido, afirma Jerónimo de Sousa

Local C Últimas

O secretário-geral do PCP garantiu, numa visita às Festas da Moita, que as conversações com o Governo sobre o Orçamento de Estado vão num bom sentido apesar das dificuldades, que também já foram sentidas em anos anteriores.

“Com a reserva natural inerente a estas reuniões, posso informar que, neste momento, o diálogo e as conversas vão no bom sentido. Não serão fáceis como não foram em relação a orçamentos anteriores, mas estamos profundamente convictos que, se existir compreensão política da opção de se dar mais confiança aos trabalhadores e ao povo português, não é só o Governo que ganha com isso, mas também o país”, revelou Jerónimo de Sousa.

Acompanhado por vários apoiantes, entre eles o presidente da Câmara Municipal da Moita, Rui Garcia, Jerónimo de Sousa garantiu que os comunistas estão presentes nas conversações sobre o orçamento com “frontalidade, sem nenhuma posição rígida, dialogando, negociando e propondo”.

Sobre o descongelamento das carreiras dos trabalhadores da administração pública, o secretário-geral comunista relembrou que a proposta já está inscrita e que o “PCP acompanhará o desenvolvimento dessa fase negocial”, com o objectivo de “acabar com esse congelamento”.

Questionado sobre a revisão dos escalões do IRS, outro dos temas colocado como prioridade no quadro do próximo Orçamento de Estado, Jerónimo de Sousa defendeu que o seu partido tem “uma proposta clara de aliviar a carga fiscal sobre quem tem mais baixos rendimentos, aumentando-se o número de escalões”.

“Estamos a trabalhar em grandes questões orçamentais, ainda não existe uma proposta concreta e aquilo que nos anima é a ideia de que o povo português espera continuar esta política de rendimentos e direitos, tendo em vista uma vida melhor”, concluiu.

Deixe uma resposta