SETÚBAL | Fundação Montepio entrega viaturas especiais a duas dezenas de IPSS

Local Últimas B

Maria das Dores Meira elogiou o contributo prestado às “instituições que apoiam a população mais vulnerável”

No âmbito do projecto “Frota Solidária”, a Fundação Montepio entregou 20 viaturas adaptadas a pessoas com necessidades especiais a 20 instituições particulares de solidariedade social (IPSS), numa cerimónia realizada na manhã de sexta-feira, 8, na Praça do Bocage, em Setúbal. Duas dezenas de IPSS de vários pontos do País receberam, durante a cerimónia organizada com o apoio da Câmara Municipal, as chaves de outros tantos veículos especiais.

“A acção é o resultado da 10.ª edição do projecto ‘Frota Solidária’, desenvolvido pela Fundação Montepio, que, através das consignações fiscais de 0,5 por cento do IRS, reuniu este ano 342.764,76 euros de doações de contribuintes ao abrigo da Lei da Liberdade Religiosa”, revela a autarquia.

Para Maia das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal, a iniciativa teve um significado que vai além do benefício da oferta. “Esta é muito mais que uma simples entrega de viaturas a instituições. É, acima de tudo, uma demonstração da sensibilidade social inscrita nas bases constitutivas da Fundação Montepio e de todos os que a apoiam”, disse a autarca, na cerimónia.

“O generoso gesto, que se traduz na oferta de duas dezenas de veículos e de perto de dezena e meia de cadeiras de rodas e de transporte de crianças, resulta das verbas entregues por milhares de contribuintes por via de consignação fiscal prevista em sede de IRS”, lembrou. A edil reforçou que este contributo converte-se “em enorme mais-valia para as instituições que apoiam a população mais vulnerável e que constituem uma rede fundamental de apoio social que se substitui, em muitos casos, ao próprio Estado”.

A presidente da Câmara Municipal de Setúbal elogiou ainda a Fundação Montepio pelo “enorme investimento na solidariedade” e enalteceu o espírito de responsabilidade social dos portugueses, que, observou, “mantêm elevados níveis de solidariedade.”

Setúbal tem grande solidariedade

Já António Tomás Correia, presidente do conselho de administração da Fundação Montepio, sublinhou que a iniciativa não se cinge, simplesmente, a oferecer viaturas a quem precisa. “São adquiridas, transformadas e adaptadas para que possam servir um verdadeiro propósito”, realçou.

O responsável salientou também a utilidade das duas dezenas de veículos entregues que, no âmbito da “Frota Solidária”, incluem um ano de seguro gratuito. “Satisfazem necessidades muito importantes das instituições que, diariamente, desempenham um trabalho notável a nível social”, adiantou.

António Tomás Correia, que agradeceu o acolhimento de Setúbal para a realização, pela segunda vez, desta iniciativa, frisou também a importância do trabalho em parceria entre as diferentes instituições, considerando que há um campo muito vasto na economia social e solidária para o desenvolvimento do trabalho em rede.

Além de elogiar o crescimento sustentado da urbe sadina, o presidente do conselho de administração da Fundação Montepio enalteceu ainda a identidade solidária dos setubalenses. “Sentimos que em Setúbal se vive um grande quadro de solidariedade. É uma cidade que aposta no combate à exclusão e numa estratégia solidária”, concluiu.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Duas instituições da região contempladas

Do Distrito de Setúbal foram contempladas duas instituições, entre as duas dezenas de IPSS de Norte a Sul do País que foram abrangidas nesta edição do projecto, o qual recebeu 392 candidaturas. Receberam veículos especiais a Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos da Amora e a Santa Casa da Misericórdia de Alhos Vedros.

Os cidadãos interessados em contribuir para o projecto “Frota Solidária” podem fazê-lo todos os anos através da declaração do IRS, indicando, no quadro 11 do Modelo 3, reservado à consignação fiscal, o número de identificação de pessoa colectiva da Fundação Montepio (NIPC 503 802 808)

One comment

  1. Sentimos que em setubal se vive um grande quadro solidario!
    Se existe solidariedade em setubal significa que existe um grande quadro de miseria escondida em setubal!
    Entao porque razao setubal chegou a esta miseria?
    Porque razao dolores meira nao combate ela propria esta miseria escondida em vez pantar golfinhos junto do centro comercial allegro?
    Por ultimo onde vai o montepio buscar dinheiro para ajudar setubal se a comunicacao social diz que ele nao anda muito bem de saude?

Deixe uma resposta