Montijo 2017 – Eleições e o futuro

Opinião
Luis Luizi

Luis Luizi

Lic. em Engenharia Eletrotécnica/ Professor aposentado / Mandatário da coligação
Muito Mais Montijo
Luis Luizi

Latest posts by Luis Luizi (see all)

Tempo eleitoral: o cidadão assiste ao desfiar de propostas (promessas?) das várias candidaturas.
A hora é de luta por explicar o melhor possível as próprias ideias e projetos, ou será de luta por confundir e desvalorizar as ideias e projectos dos outros. Em Montijo temos adeptos de uma e de outra maneira de tentar obter o melhor resultado eleitoral.
Não seria mais proveitoso para o Concelho que a explanação de ideias e projetos não inviabilizasse, pelo contrário facilitasse,o trabalho colectivo futuro? E o que se vai passar no “Day After”, isto é, no dia seguinte às eleições?
Estou em crer que seria mais proveitoso e a candidatura Muito Mais Montijo, da qual sou mandatário, tem ido por esse virtuoso caminho. Este escrito também segue esse trilho. Senão vejamos:
Alguma candidatura considera que o estado dos cuidados de saúde no concelho é satisfatório?
Uns avançam com a promessa de exigência ao Poder Central de melhores serviços de saúde, tanto no hospital como nos centros de saúde; outro avança com a construção faseada de novo hospital, com dinheiros europeus, do Estado e municipais, ficando na propriedade do Município e gestão participada pelas IPSS locais, ou por outras entidades públicas, a que toda a população tenha acesso. (Será isto um hospital privado?) Estas propostas são incompatíveis? Não valerá a pena, olhando para a melhoria da saúde das populações, aproveitar o q de bom existir na diversidade das ideias?
Alguma candidatura considera que relativamente a transportes o concelho está bem servido?
Uns querem os barcos de volta ao Cais dos Vapores, outros consideram que o importante é trazer o fluxo de utentes do barco para o centro e por isso propõem um transporte rápido e cómodo (BRT) que una o Seixalinho a vários pontos da Cidade, com expansão faseada aos bairros limítrofes. A candidatura Muito Mais Montijo propõe uma rede secundária de mini bus que interliguem toda a Cidade ao eixo do BRT. A gestão dessa frota ficaria na alçada municipal. São propostas inconciliáveis? Claro que não, se o objectivo for realmente a melhoria das condições de vida dos munícipes. Se o preconceito ideológico ou a ânsia por agradar a sindicatos ou centrais sindicais prevalecer, então o interesse das populações passa para segundo plano e nada muda para melhor.
Alguma candidatura concorda com o estado de ruína e abandono a que está votada a zona ribeirinha?
Uns querem revitalizar a zona, investindo em criar condições para que aí se instalem entidades de cultura e divertimento, que trarão pessoas e estabelecimentos de restauração e outros, arrancando assim a referida zona ao presente estado de degradação. A coligação Muito Mais Montijo avança com a instalação nessa área do novo edifício municipal polivalente e do hospital, provocando assim a movimentação de pessoas e bens, que irão alavancar outros investimentos e reabilitação de espaços, por entidades públicas e privadas. Parece ao leitor e eleitor que são caminhos contraditórios e que se excluem entre si? Claro que não são. Assim prevaleça a genuína preocupação com as populações e o desenvolvimento desta terra.
Alguma candidatura se diz satisfeita com o estado de desenvolvimento das freguesias rurais?
A perda de emprego e de população que se verifica nestas freguesias tem de ser estancada. Todos concordam.
A candidatura Muito Mais Montijo apresenta uma proposta entre outras, de importância relevante, que é a criação de um pólo industrial virado para as industrias agrícolas ou relacionadas com o ambiente rural (ECOPOLIS), pólo esse desde o início virado para a defesa do ambiente e dos recursos ambientais da região, que são imensos, começando pelo valioso aquífero ali existente. A CDU,que tão bem conhece a região e os problemas dos seus habitantes e que também propõe medidas para dinamizar o sector agrícola e pecuário, e Os Verdes, defensores do ambiente, não verão as vantagens do proposto ECOPOLIS, para as freguesias rurais?
Muito mais haveria a dizer, mas fico me por aqui. Tenho esperança na capacidade dos renovados autarcas para se entenderem e trazerem finalmente o desenvolvimento e o progresso a este concelho.

One comment

Deixe uma resposta