Suspeito de assalto a carrinha de valores no Barreiro detido na Guiné-Bissau

Local Últimas B

Um dos suspeitos de ser autor de um assalto a uma carrinha de valores, num hipermercado no Barreiro, foi detido na Guiné-Bissau e entregue hoje às autoridades portuguesas, anunciou a Polícia Judiciária.

A Polícia Judiciária refere que identificou e deteve, em Fevereiro, três homens, suspeitos de pertencerem a uma associação criminosa responsável pela pratica de “duas tentativas de homicídio de agentes da PSP, bem como de um crime de roubo qualificado a funcionário de empresa de segurança que integrava a tripulação de uma carrinha de transporte de valores”.

“Esta acção policial desencadeada, em Fevereiro de 2017, não logrou então deter todos os suspeitos destes crimes, sendo que um dos presumíveis autores conseguiu eximir-se à acção das autoridades, ausentando-se para a o estrangeiro”, salienta a PJ.

As autoridades descobriram que o suspeito se encontrava na Guiné-Bissau e emitiram um Mandado de Detenção Internacional.

“Foi celeremente executado pelas autoridades da Guiné-Bissau, tendo o suspeito sido extraditado e entregue às autoridades portuguesas no dia de hoje”, acrescenta.

O caso ocorreu na noite de 15 de Outubro de 2016, quando os arguidos alegadamente se deslocaram ao Centro Comercial Continente, no Barreiro, num veículo que haviam furtado e ao qual alteraram as chapas de matrícula, munidos de diversas armas de fogo, onde abordaram o tripulante de uma carrinha de transporte de valores, apontaram uma arma na sua direcção, logrando assim que aquele lhes entregasse os valores que transportava, numa quantia total de 17.569 euros.

Os suspeitos colocaram-se depois em fuga e na sequência da perseguição policial que foi movida, atingiram a tiro dois agentes policiais. Um dos assaltantes morreu no local.

Deixe uma resposta