As eleições autárquicas de 2017 no Montijo e a construção do novo aeroporto para aviões civis na Base Aérea

Opinião

O Governo actual aprovou em Fevereiro deste ano a localização do aeroporto complementar ao aeroporto Humberto Delgado/ Lisboa para a Base Aérea de Montijo, como já tinha feito o Governo anterior do PSD/CDS.
Os estudos preliminares já foram feitos e até ao final do ano serão concluídos os estudos de impacto ambiental. O Ministro Pedro Marques já garantiu que o aeroporto entrará em funcionamento no ano de 2021. É uma emergência porque o aeroporto Humberto Delgado já não suporta tão elevado número de passageiros, com um aumento de mais de 20% ao ano.
Para o Montijo o aeroporto só trás benefícios e não trás nenhuns prejuízos. As pistas ficam situadas a 4/5 Km da cidade de Montijo e as aterragens dos aviões são feitas na direcção Norte/Sul por cima do Rio. A Base Aérea não nos causa nenhum ruído e sempre contribuiu para o desenvolvimento do Montijo.
Nos próximos anos o Montijo vai crescer muito, com o desenvolvimento da economia local, criação de milhares de empregos diretos e indiretos, com melhor rendimento para o comércio local e restauro de habitações de toda a zona antiga da cidade e das antigas fábricas que estão abandonadas há dezenas de anos sem qualquer procura.
É uma oportunidade única para renovarmos a utilização do tecido urbano do casco velho da cidade, com casais jovens.
O novo aeroporto na Base Aérea do Montijo é a esperança dos comerciantes locais, dos proprietários de prédios urbanos da zona antiga da cidade (todos pequenos proprietários) e dos Montijenses que têm filhos e netos para empregar.
O Prédio que vai ser restaurado na Praça da República e que já tem os apartamentos à venda, vai albergar 18 famílias número de pessoas que já há muitas dezenas de anos que não habitam na Praça.
Este futuro precisa de ser discutido com grande responsabilidade por todas as forças políticas que vão concorrer às eleições autárquicas de 2017 e por toda a sociedade civil.
A cidade de Montijo vai crescer muito na próxima década e para isso a cidade precisa de estar preparada para receber um tão elevado número de habitantes que para aqui vêm trabalhar e residir.
É tudo isto e muito mais que deveria ser discutido nos dois meses que ainda faltam para as eleições autárquicas. Bem sabemos que o PCP de Montijo não concorda com a localização do aeroporto na Base Aérea de Montijo, mas este assunto precisa de ser discutido por todas as forças políticas e sociais do nosso concelho.
Hoje, já se faz sentir no concelho de Montijo os efeitos da decisão do Governo sobre a localização do Aeroporto.
As imobiliárias passaram a vender muito mais, a indústria da construção está a crescer, muitas casas velhas desabitadas há anos na zona antiga da cidade estão a ser restauradas, exemplo disso é o restauro do prédio mais emblemático do Montijo na Praça da República, junto à Igreja matriz.
Já estão em construção muitos prédios novos em toda a cidade e tudo o que se constroi vende-se.
Sabemos que um grupo empresarial com uma cadeia de hotéis por todo o mundo, pretende construir hotéis no Montijo e procura a melhor localização.
Uma empresa pretende adquirir as instalações do Retail Park, junto ao Fórum Montijo que nunca teve qualquer utilização, com excelentes acessibilidades, para ali instalar um hospital privado.

Deixe uma resposta