Lourdes Magalhães “chamou um figo” ao Concurso de Doçaria de Palmela

Local Sociedade B

O doce de figo inteiro em calda da autoria de Lourdes Magalhães arrebatou o prémio absoluto do 1.º Concurso de Doçaria de Palmela, que decorreu no Espaço Cidadão.

A iguaria reuniu o consenso, no passado dia 1, entre o painel de jurados, presidido pelo Chef Emílio Rosa (Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril), e constituído, ainda, por Fátima Santos (Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa), Paula Magalhães (Divisão de Comunicação, Turismo e Economia Local da Câmara Municipal de Palmela), Io Appolloni (actriz e empresária na área da doçaria) e Anabela Rito (Junta de Freguesia de Palmela).

Lourdes Magalhães foi a grande vencedora

Além do prémio absoluto – o melhor dos melhores – o júri selecionou o primeiro lugar em cada uma das seguintes categorias: Doce de Colher – conquistado pelo pudim de ovos com natas e nozes, de Maria Emília Oliveira; Doce de Fatia – com triunfo dos carolinos, de Maria da Luz Silva; e Doce Seco ou Biscoito – que a fogaça de Palmela, de Isabel Lopes, venceu. Foram ainda atribuídas menções honrosas ao doce cabritinha (restaurante Bones & Bones) e às bolachas de menta (Biscoitos e Companhia).

Importância no crescimento turístico

A iniciativa realizada durante a manhã de sábado no Espaço Cidadão incluiu um atelier de confecção de Fogaça de Palmela.

O Chef Emílio Rosa reforçou a importância deste género de actividades, que permitem registar as memórias culinárias das nossas avós.

Já o vereador Luís Miguel Calha, que enquadrou a iniciativa no âmbito dos objectivos do projecto municipal “Palmela, experiências com sabor”, iniciado em 2009, realçou o “casamento feliz entre a gastronomia e o turismo”.

“A promoção da gastronomia local, conjugada com o incentivo à inovação, tem favorecido o enriquecimento das ementas dos restaurantes do concelho, levando, também, a uma maior utilização e procura dos produtos locais de grande qualidade”, considera a edilidade, salientando que este é o concelho da Área Metropolitana de Lisboa que “mais tem crescido, nos últimos anos, em vários indicadores de desenvolvimento turístico”, com a gastronomia a dar contributo decisivo.

Os Fins-de-Semana Gastronómicos – uma das principais propostas do projecto – regressam nos dias 14, 15, 16, 21, 22 e 23 de Julho, com destaque para a Fruta de Palmela.

Deixe uma resposta