Escultura dos golfinhos foi formalmente inaugurada em Setúbal

Regional Últimas C

Monumento exalta importância dos roazes-corvineiros como símbolo da cidade de Setúbal

Este slideshow necessita de JavaScript.

A escultura que exalta o golfinho roaz-corvineiro, instalada na rotunda das imediações do Centro Comercial Alegro, à entrada de Setúbal pela A12, foi inaugurada na quinta-feira, dia 29 de Junho, ao final da tarde. A cerimónia contou com a presença do autor da escultura, o artista plástico Carlos Andrade, dos responsáveis pela Fundação Buehler-Brockhaus, que doou a estátua à cidade, e da Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira.
Nesta, a autarca assinalou que “não há dúvida de que os golfinhos são o símbolo que mais une Setúbal e que melhor representa o concelho”. Sendo assim, por serem uma figura identitária da cidade, os roazes-corvineiros foram homenageados na obra de Carlos Andrade, em 250 toneladas de pedra mármore branca, com dimensões aproximadas de 15 metros de largura, 2 de profundidade e 4 de altura.
A escultura está instalada na rotunda desde Abril, retratando artisticamente “os belos movimentos” dos roazes-corvineiros, “velhos companheiros nas marés do Sado, aqueles amigos que acompanham as travessias para Troia, que generosamente se mostram na crista da onda”. De salientar que na envolvência da peça escultórica foi criada, pela autarquia, uma ampla zona de relvado que complementa o embelezamento da rotunda.
Mais do que uma homenagem aos habitantes mais famosos do Sado, Maria das Dores Meira defende que a nova peça escultórica simboliza a transformação da cidade. “Estes roazes podem ser vistos como a metáfora da transformação em curso, porque ainda há muito por fazer, mas também como representação do muito que já está feito.” O local onde estão instalados é, já por si, “uma das melhores evidências dessa transformação”, pois, há cerca de cinco anos, era uma zona “descaracterizada, feia” e uma mera via rápida a exigir “condições qualificadas para viaturas e peões”.
Maria das Dores Meira considera que a escultura dos golfinhos simboliza também as transformações que a autarquia tem desenvolvido na rede viária do concelho, com a implementação de novas soluções que “em muito facilitam a vida a todos o que têm de circular na cidade”, resultantes de processos de planeamento cuidados.
A peça da autoria do artista plástico Carlos Andrade é a quinta obra doada à cidade pela Fundação Buehler-Brockhaus, no âmbito de um protocolo de colaboração celebrado com a Câmara Municipal de Setúbal. As outras doações foram as figuras evocativas de profissões no Mercado do Livramento, um conjunto escultórico no exterior no Fórum Luísa Todi, as esculturas “Zéfiro” na rotunda do Monte Belo Norte e as “Sardinhas” na rotunda das Fontainhas.
“Soubemos que a senhora presidente da Câmara procurava uma escultura emblemática para instalar nesta rotunda e apaixonámo-nos pela ideia de doar a quinta peça de arte à cidade”, contou Marion Buehler-Brockhaus. Marion e o marido, Hans-Peter Buehler, casal alemão que se apaixonou por Setúbal, onde reside há vários anos, levaram a presidente da autarquia a conhecer os primeiros esboços da peça de Carlos Andrade em Fevereiro de 2015, e “foi logo tomada a decisão de instalar os golfinhos na rotunda mais emblemática da cidade”.
Para a conceção da peça, foram escolhidos dez blocos de mármore de Estremoz, “o ouro branco do Alentejo”, com o peso inicial de 300 toneladas, levados para uma pedreira em Sintra, que serviu de local de trabalho para o autor, ao longo de vários meses. “Esta obra foi uma oportunidade única que ficará para sempre marcada na minha perna e na minha vida”, ilustrou Carlos Andrade em tom de gracejo, ao lembrar um acidente que teve durante a produção da obra.
Segundo o artista, os golfinhos do Sado, uma das poucas comunidades sedentárias em todo o mundo, são “a singularidade de Setúbal”, e, por isso, esta peça “não é uma obra de decoração”, mas sim “de arte pública, instalada na principal entrada da cidade e concebida para materializar a alma do povo de Setúbal”.
Após as intervenções, a cerimónia de inauguração da escultura terminou com o descerramento de uma placa no exterior do Centro Comercial Alegro Setúbal.

One comment

Deixe uma resposta