SAMOUCO volta a ter multibanco em Agosto

Local onde será instalado o equipamento ATM
Local Últimas B

A freguesia do Samouco, concelho de Alcochete, vai voltar a ter uma caixa multibanco já no próximo mês de Agosto.

Segundo António Almeirim, presidente da Junta da Freguesia do Samouco, “a construção do ‘bunker’ (estrutura em betão que irá albergar o equipamento) já arrancou num estaleiro em Alenquer”.

“Dentro de cerca de mês e meio, a contar desde a última sexta-feira, o multibanco será montado na Praça José Coelho, entre a roda do chafariz e o café Frango Assado”, garantiu o autarca ao DIÁRIO DA REGIÃO, explicando que só a secagem da estrutura “demora 28 dias”.

O equipamento resulta de um acordo com a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo (CCAM), que suportará o investimento.

A CCAM, que deteve a última delegação bancária activa nesta freguesia (encerrada no final do ano passado após um assalto por explosão à ATM), foi a entidade que melhores condições ofereceu à Junta.

A autarquia suportará apenas o custo de manutenção do espaço. Proposta bem diferente de uma outra apresentada pela Caixa Geral de Depósitos (CGD).

“A CGD acedia a montar o multibanco nas instalações da Junta, mas pretendia que fosse a autarquia a suportar os custos da obra. Ainda queriam que a Junta lhes pagasse uma renda de 435 euros por mês e se a ATM tivesse movimento que obrigasse a carrinha a vir mais vezes atestar o equipamento que também fosse a Junta a suportar esse custo”, revelou António Almeirim, que, a concluir, considerou “um roubo” a proposta apresentada pelo banco público.

Recorde -se que em Dezembro passado, a freguesia perdeu as duas ATM que tinha, fruto de assaltos com recurso a explosão.

4 comments

  1. Esta gente que dirige a CGD não tem a noção do serviço público e da sua obrigação de o prestar, que não deve ser confundida com favor. Para satisfazer os interesses de Varas e C.ia não pode corresponder ao que dela se espera.

  2. Será sempre bem vinda a caixa multibanco, que tanta falta faz numa Vila onde predomina a terceira idade com todas as necessidades daí decorrentes.
    No entanto fica a nota, se a manutenção fica a cargo da junta, bem certos ficamos do abandono votado á Vila. Veja-se a falta de limpeza nas ruas adjacentes á sede da junta, o parque infantil completamente votado ao abandono, do ruído ensurdecedor motivado pelas festas de Julho e do qual a junta é responsável, pois não acautela o bem estar social, não procurando um local mais apropriado ao evento anual. Se assim persistir certamente chegarão formas de a obrigar a mudar. Ruído até às 6h da manhã completamente fora do legalizado, é caminho para um ponto final neste lugar.

  3. A caixa multbanco é apenas uma das partes da solução. Fica a faltar a outra parte, a do balcão, e para a qual ao que parece, a autarquia nunca fez grande força para concretizar.

  4. A caixa multibanco é apenas uma das partes da solução. Fica a faltar a outra parte, a do próprio balcão, e para a concretização da qual, ao que se consta, a autarquia do Samouco nunca fez grande força para voltar a tornar realidade. Desde o assalto que destruiu a caixa ATM em Dezembro, e posterior encerramento do balcão da Caixa Agrícola, sempre se falou da necessidade do Samouco em voltar a ter uma caixa multibanco, como se nunca tivesse existido um balcão e como se este não fizesse falta nenhuma. Porquê ?

Deixe uma resposta