Palmela Desporto esclarece substituição de coordenador da Natação

Local C Últimas B

Empresa municipal de Palmela diz que antigo responsável colocou em causa o normal funcionamento das instalações desportivas e que a Natação vai ser coordenada por um “conceituado técnico”

Depois de alguns pais terem lançado uma petição pública e questionado a substituição do coordenador de Natação na Palmela Desporto, empresa municipal que gere os equipamentos desportivos municipais no concelho, a empresa diz que houve motivos para retirar as funções de coordenação a Mário Espada.

“Face à indisponibilidade para participar na implementação da nova estratégia desportiva da empresa, o Conselho de Gestão da Palmela Desporto, E. M., deliberou revogar as coordenações para que fora nomeado o colaborador Mário Espada, atendendo que se verificaram situações que colocaram em causa os programas e projetos da Palmela Desporto, bem como o regular e normal funcionamento das instalações desportivas da empresa.”, informa a empresa, presidida por José Barreto, em nota enviada ao DIÁRIO DA REGIÃO.

Na mesma nota, informa que “a Técnica Superior Cátia Rodrigues, assumirá interinamente, até ao dia 31 de agosto de 2017, as funções desempenhadas pelo  antigo colaborador, de modo a garantir-se o normal e regular funcionamento da instituição e, em particular, o projeto da competição, coordenando a equipa de treinadores do Modelo Desportivo da Competição que mantêm em pleno as suas funções e a relação contratual com a Palmela Desporto, garantindo-se a necessária qualidade do projeto que ficou patente nas participações nas competições realizadas no passado fim-de-semana de 16 e 17 de Junho”.

“O projeto da Competição na Palmela Desporto terá continuidade para a próxima época desportiva e será coordenado a partir de 1 de setembro de 2017 por um conceituado técnico da modalidade que será apresentado após a realização dos Campeonatos Nacionais, garantindo-se de forma determinada o acesso a todos quantos pretendam dar continuidade ao seu desenvolvimento desportivo, sendo criadas também condições para que pessoas portadoras de deficiência ou que revelem carências ao nível socio-económico não sejam privadas de participar nos quadros competitivos da natação.”, conclui o comunicado da Palmela Desporto.

Recorde-se que o grupo de pais que pediu explicações, prometeu comparecer na reunião da Assembleia Municipal de Palmela, marcada para a próxima sexta-feira, dia 30.

Deixe uma resposta