SETÚBAL: Pré-campanha da CDU aposta em debates públicos

Últimas B

Concelhia comunista vai promover sete debates temáticos, até final de Julho, para envolver população na elaboração do programa eleitoral

A estratégia da CDU de Setúbal para a pré-campanha para as eleições autárquicas assenta em dois aspectos principais; debates públicos temáticos, para envolver a população na elaboração do programa eleitoral, e promoção da obra feita no concelho, através de diversas iniciativas associadas aos debates, que visam dar relevo ao trabalho concretizado pelo executivo.
O plano e o calendário foram revelado pela coligação, numa conferência de imprensa na sexta-feira, no Parque do Bonfim, em que estiveram presentes o responsável da concelhia do PCP, João Armando, o representante do PEV, Afonso Luz, o mandatário da candidatura, Rogério Palma Rodrigues, e os candidatos comunistas à Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, Manuel Pisco, Pedro Pina, Carla Guerreiro e Carlos Rabaçal.
Os debates, abertos ao público, começam ainda este mês e decorrem até ao final do próximo mês de Julho. Os temas são ‘Investimento, Inovação e Emprego’, que, segundo a organização inclui o Turismo, (28/06 às 21 horas no Auditório do Mercado do Livramento; ‘Ambiente e Protecção Civil’ (01/07 às 11 horas no Parque do Bonfim, junto à estátua do Calafate); ‘Habitação e Regeneração Urbana’ (08/07 às 11 horas no Largo da Ribeira Velha); ‘Educação e Cultura’ (12/07 às 21 horas em local a indicar); ‘Governo Local, Participação e Cidadania’ (15/07 às 18 horas na Bela Vista); e ‘Juventude e Desporto’ (22/07 depois de passeio de canoa, às 9 horas, em local a indicar).
Os encontros para tratar estas questões “de grande importância para o concelho”, como as definiu João Armando, são acompanhados de outras iniciativas que “valorizam a intervenção da CDU no concelho”, sou seja; a obra realizada pela maioria nos últimos mandatos autárquicos.
A presidente recandidata afirmou que a intenção é “recolher os melhores contributos” e transforma-los em compromissos expressos no programa eleitoral comunista. Maria das Dores Meira mostra-se confiante na reeleição. “Temos todas as razões para acreditar que os eleitores renovarão a confiança na CDU”, disse a autarca, acrescentando que “não há vitória antecipadas”.
“Não seremos apanhados na armadilha do triunfalismo”, assegurou Dores Meira

Dores Meira diz que redução de IMI e mudança da feira são hipocrisia e demagogia

A recandidata comunista à presidência da Câmara de Setúbal classifica como “hipocrisia” e “demagogia” as promessas dos maiores partidos da oposição sobre a redução da taxa de IMI e de referendo ou mudança da Feira de Sant’Iago.
“O referendo é hipocrisia do tamanho do mundo. Já no projecto Polis, o PS dizia que a Feira de Sant’Iago tinha de sair da avenida Luísa Todi”, disse Dores Meira quando questionada pelos jornalistas.
A autarca e candidata refere que na actual avenida, entretanto alterada pelo Polis, e com o auditório construído no Largo José Afonso, “não cabe” a feira. Até por questões de segurança. Naquela zona da cidade estão hoje instalados os bombeiros voluntários e a GNR, que precisam ter corredores de segurança. “Como seria com a feira [instalada e a funcionar]?”, questiona.
Especificamente sobre o IMI, Dores Meira não adiantou nada, mas reforçou, genericamente, o ataque a PS e PSD. “Perguntamos onde é que essas força tiveram acções positivas na Câmara de Setúbal”, disse.

Deixe uma resposta