Alcácer do Sal prepara reconversão da zona do Parque de Feiras e da Praça de Touros

Local C Últimas C

Obras de 1 milhão arrancam no próximo mandato. Presidente da Câmara diz que é uma “prenda” que fica “próximo executivo”

A Câmara de Alcácer do Sal está a preparar a reconversão urbanística da zona ribeirinha nascente, envolvente ao Parque de Exposições – onde se realiza a PIMEL – e a Praça de Touros, numa obra de um milhão de euros que prevê a criação de um grande parque de estacionamento e a colocação de calçada em ruas e zonas que estão actualmente em terra batida.

A intervenção abrange a “vasta área entre a entrada da feira e a zona dos regantes”, explicou o presidente da Câmara, Vítor Proença.

O projecto está a ser preparado pela autarquia e ultrapassou esta quinta-feira mais uma etapa, a aprovação, por unanimidade, pelo executivo municipal de uma alteração que, na prática, permite a divisão da intervenção em duas candidaturas a fundos comunitários. É que a União Europeia não financia investimento no Parque de Feiras.

Com a aprovação da proposta designada ‘Reconversão urbanística da Zona Ribeirinha Nascente – Interface [de transportes]’, a Câmara visa desbloquear o acesso a co-financiamento no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU).

Uma estratégia elogiada pela oposição. Isabel Vicente, vereadora do PS, disse “congratular” o executivo municipal porque “a zona das feiras foi sempre um problema e houve sempre dificuldade de candidatar a fundos comunitários”.

Questionado pela mesma vereadora socialista quanto a datas para inicio das obras, o presidente da Câmara respondeu que só no próximo mandato.

“Vai ser uma prenda que nós deixamos ao novo executivo que vier a seguir”, disse Vítor Proença (CDU).

“Depende. Nós também pensávamos que tínhamos deixado uma prenda.”, respondeu de imediato Isabel Vicente numa referencia ao RUAS, projecto de fundo de requalificação da zona ribeirinha da cidade, iniciado pelo executivo PS e concluído já no actual mandato comunista.

 

Táxi da Comporta vai ficar na Rua do Secador

A Câmara Municipal aprovou ainda esta quinta-feira, também, por unanimidade, a proposta para que o táxi da Comporta fique na Rua do Secador, local sugerido pela Junta de Freguesia.

A aldeia da Comporta tem uma licença de táxi, mas não dispõe de praça. Vítor Proença, presidente da Câmara diz que o local aprovado agora, que vai entretanto ser sinalizado, é “visível e confortável”.

Deixe uma resposta