Festa no Parque com mais de cinco mil no Jardim do Bonfim

Local Sociedade B

Jogos tradicionais, pinturas faciais, modelagem de balões, pintura de um mural, actividades desportivas e radicais, foram algumas das iniciativas realizadas

Mais de cinco mil pessoas participaram na iniciativa municipal “Há Festa no Parque”, realizada no último fim-de-semana no Jardim do Bonfim, em Setúbal, de acordo com os números revelados pela autarquia.

Diversas actividades lúdicas e pedagógicas direccionadas para as famílias permitiram juntar, assim, milhares num dos espaços mais nobres da cidade sadina, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança, que serve de mote à realização do evento que integra o calendário anual de iniciativas da Câmara Municipal de Setúbal.

“Mais de cinco mil pessoas participaram em iniciativas como jogos tradicionais, ateliers de pintura facial e de modelagem de balões, pintura de um mural, percursos de atletismo e gímnicos, parede de escalada, eurobungy e slide”, revela o município.

Demonstrações desportivas por diversas colectividades, aulas de dança, animações de leitura, teatro, uma feira do livro, uma exposição de projectos escolares e a Mostra de Cursos e Formação, que permitiu aos jovens conhecerem a oferta das diversas escolas profissionais e do ensino superior, bem como de empresas, foram outras actividades registadas no evento.

Uma das novidades da edição deste ano foi “o alargamento do espaço dedicado à saúde, com destaque para acções de sensibilização para hábitos alimentares saudáveis, como a oferta de fruta às crianças e aos pais, com a colaboração da Associação de Comerciantes do Mercado do Livramento”. A importância da “lavagem correta das mãos e da protecção da pele à exposição solar” foram iniciativas que, segundo a autarquia, “contaram com grande adesão no espaço saúde”.

A Festa no Parque contou ainda com a participação da Polícia de Segurança Pública, que promoveu a divulgação do programa “Estou Aqui”, de distribuição de pulseiras gratuitas para ajudar pais e educadores a localizar crianças entre os 2 e os 10 anos que estejam perdidas.

Deixe uma resposta