Autarquias do Seixal e Barreiro exigem ponte rodoviária para ligar os dois concelhos

Regional Últimas B

As Câmaras Municipais do Seixal e do Barreiro, no distrito de Setúbal, exigem a construção de uma ponte rodoviária que ligue os dois concelhos, separados por cerca de 400 metros, referindo que é uma infraestrutura essencial.

“A construção de uma ponte rodoviária que ligue o Seixal ao Barreiro é uma prioridade fundamental, pois esta infraestrutura permitirá aproximar os dois concelhos, facilitar a circulação das suas populações, bem como garantir as ligações de actividades económicas à rede local, regional, nacional e internacional”, refere a autarquia do Seixal em comunicado.

Segundo o documento, os dois concelhos estão a cerca de 400 metros de distância em linha reta, contudo, sem esta ponte, essa distância aumenta para 16 quilómetros.

“Apesar desta ponte estar contemplada na Estrada Regional 10, criada através do DL 98/99 de 26 de Julho, e em vários planos e projectos, como acontece com as acessibilidades complementares à Terceira Travessia do Tejo, até ao momento não foi concretizada, pelo que as autarquias exigem que sejam tomadas todas as medidas necessárias para que este acesso seja concluído”, acrescenta.

Os dois concelhos já estiveram ligados em tempos, mas por via ferroviária. Em 1923, o vapor proveniente do Barreiro apitou pela primeira vez sobre a ponte que o ligava ao Seixal, mas o tráfego foi suspenso em 1969, após uma colisão de um navio, que provocou danos na estrutura, que não voltou a ser recuperada.

“Esta ponte será também fundamental para potenciar vários investimentos estruturantes na região, como sejam a construção da Terceira Travessia do Tejo, rodoferroviária, Chelas-Barreiro e a instalação do Novo Terminal de Contentores do Porto de Lisboa, no Barreiro, ou como a construção do novo aeroporto de Lisboa, em Alcochete”, salienta.

As duas autarquias vão realizar na terça-feira uma acção na EN 378-1, no Alto do Brejo, concelho do Seixal, para reivindicar junto da Administração Central a construção urgente desta ponte.

Deixe uma resposta