Álvaro Beijinha (CDU) quer estar mais próximo das pessoas caso seja eleito no próximo mandato

Local C Últimas C

 

‘Próximo das Pessoas’ é o lema da campanha da recandidatura de Álvaro Beijinha à Câmara de Santiago do Cacém nas próximas eleições autárquicas. A candidatura foi apresentada publicamente, no passado dia 1 de junho, no auditório Municipal António Chainho, em Santiago do Cacém.

O candidato da CDU parte para um segundo mandato com a certeza de que o trabalho realizado ao longo dos últimos quatro anos foi positivo, apesar dos constrangimentos financeiros.

Tínhamos a plena consciência de que iríamos ter um mandato caracterizado pela política da Troika, que se refletiu nas autarquias com a imposição de uma política de cortes muito significativos nas nossas receitas”, sublinhou o candidato que fala numa quebra das transferências do Orçamento de Estado para a autarquia, entre 2010 e 2014, na ordem dos 2 milhões de euros.

O atraso “de mais de dois anos e meio” dos fundos comunitários “agravaram o cenário” com “prejuízos para a nossa capacidade de avançar para obras e projetos inicialmente previstos”, recordou o candidato comunista que optou pelas obras de proximidade.

Desde logo a proximidade às pessoas e depois a proximidade no trabalho de coesão e cooperação com as Juntas de Freguesia na execução das pequenas obras, cujo resultado foi a melhoria significativa das condições de vida das pessoas”, recordou o cabeça de lista da CDU que elencou o conjunto de obras e projetos mais importantes realizados ao longo do mandato, antes de anunciar que, ao nível financeiro, a autarquia se encontra bem de saúde.

Reduzimos a nossa divida de curto prazo em cerca de 4,8 milhões de euros. A divida total da câmara sofreu uma redução de 8,6 milhões de euros, ou seja cerca de metade da divida de quando iniciamos o mandato”, adiantou.

A redução da carga fiscal aliada à diminuição da divida e ao investimento público municipal prova, no entender do atual Presidente da Câmara, que “é possível alcançar uma gestão equilibrada”.

Para o próximo mandato, caso seja reeleito, Álvaro Beijinha diz que será possível apostar em grandes obras na área da regeneração urbana para combater as assimetrias entre as várias freguesias.

Temos um conjunto de financiamento já assegurado e vamos lançar concurso de algumas das obras ainda neste mandato, como a requalificação do Bairro das Flores e do Pinhal, em Santo André; a intervenção das escolas em Santo André e em Ermidas; os centros históricos de Alvalade e do Cercal; a zona do Mercado e a zona alta do centro histórico de Santiago do Cacém”, enunciou.

A quatro meses das autárquicas, o candidato diz que um bom resultado passa por vencer as eleições “com maioria absoluta” em todos os órgãos municipais e “nas juntas de freguesia”.

Os sete elementos que compõem a lista à Câmara de Santiago do Cacém serão apresentados no próximo dia 14 de junho numa cerimónia em que serão conhecidos o cabeça de lista à Assembleia Municipal e os oito cabeças de lista às Juntas de Freguesia. 

Helga Nobre

 

Deixe uma resposta