Mais de seis mil ajudaram a tornar “Setúbal Mais Bonita”

Local Sociedade Sociedade B

A Câmara Municipal de Setúbal contabilizou a participação de mais de seis mil voluntários, de idades variadas, na sétima edição do projecto de requalificação urbana “Setúbal Mais Bonita”, que decorreu entre a última sexta-feira e domingo. No total, foram desenvolvidas mais de duas centenas de intervenções de beneficiação por todo o concelho.

“Cada vez que fazemos o Setúbal Mais Bonita é um dia de festa, com milhares de pessoas na rua, dispostas a cuidar da sua cidade e a preservá-la”, disse a presidente da Câmara, Maria das Dores Meira, sublinhando que a adesão de voluntários tem vindo a aumentar. “Cada vez estão a aderir mais pessoas, bem como as associações de moradores que temos vindo a constituir e o movimento associativo.”

Este ano um dos destaque da iniciativa foi a recuperação geral do Parque de Vanicelos, um dos pulmões da cidade, que contemplou todo o edificado, a pintura de muros e muretes e a plantação de plantas e flores nas zonas envolventes. Segundo a autarquia, esta acção, desenvolvida ao longo de sábado e domingo, numa área superior a 60 mil metros quadrados, contou com a ajuda de mais de cem voluntários.

“Se isto se repetisse em todo o País, as pessoas passavam a vida a participar na sociedade. É bom estar a brincar, a jogar, a ler um livro e ver tudo tratado e preservado. Ver os muros limpos e as casas limpas”, observou Dores Meira, ao participar numa acção de plantação de flores no parque, na manhã de sábado.

Na véspera, decorrera acções em 30 estabelecimentos de ensino, sendo ainda este dia dedicado a projectos de autor, como a iniciativa “Veja Lá Bem Onde Pões Os Pés”, dinamizada pela artista plástica Olinda Lima. Este projecto, salienta a autarquia, devolveu à calçada da cidade mais de 120 pedras, com a particularidade de estarem pintadas com motivos alusivos a Setúbal e à sua história.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Habitações sociais melhoradas

Maria do Carmo Tiago, advogada de profissão e voluntária de coração, foi, às nove da manhã de sábado, uma das primeiras a chegar à Brejoeira, em Azeitão, para participar nas beneficiações em habitações sociais no local.

“É um trabalho físico e há pessoas que não o fazem. Se fizermos todos um bocadinho, não custa”, afirmou, de rolo na mão, enquanto pintava um muro de branco. Junto a Maria do Carmo, Aida Vilela agradeceu o arranjo na casa onde mora há 40 anos.

“O meu marido partiu há sete meses. Ele é que ia ficar feliz por ver a casa assim. Agora, sou eu que vou gozar isto com os meus filhos e netos. A partir de hoje, vou dormir melhor”, agradeceu, com as mãos junto do peito.

O bairro social da Brejoeira foi um dos locais de relevo desta edição do Setúbal Mais Bonita, com a autarquia a executar melhorias ao nível do isolamento e reparações nas estruturas a cerca de três dezenas de casas. A Junta de Freguesia de Azeitão completou a obra com a substituição de 57 janelas com vidros duplos.

Agora, meia centena de voluntários contribuiu com mão de obra nas pinturas das casas, cujas cores foram escolhidas pelos moradores.

Para Celestina Neves, presidente da Junta, o mais importante é a melhoria da qualidade de vida dos moradores, uma vez que em causa não está “passar a ter casas mais bonitas, mas, sim, contribuir para ajudar esta população, composta maioritariamente por idosos e com dificuldades, não só financeiras”.

Ainda em Azeitão, a campanha promovida pela Câmara Municipal de Setúbal em parceria com as juntas de freguesia contemplou acções como a pintura da fachada do Grupo Musical e Desportivo União e Progresso, de Vendas de Azeitão.

O Pavilhão da Juventude Azeitonense, em Vila Nogueira, ganhou novas cores, depois das pinturas de interior e das melhorias nos balneários. Algo que, segundo Bruno Gomes, da comissão administrativa da Juventude Azeitonense, “era muito necessário”, uma vez que há dez anos que não eram feitas obras no espaço.

Nesta edição do Setúbal Mais Bonita, o consumo de tintas para pintura de fachadas de edifícios e de embelezamento do espaço público foi superior a oito mil litros.
A iniciativa passou por vários outros locais e bairros do concelho.

Deixe uma resposta