Grandes feitos

Opinião
Americo Lourenço
Americo Lourenço

Latest posts by Americo Lourenço (see all)

De Ceuta a Luanda, da Etiópia ao Senegal, do Congo à India, do Brasil ao Japão, passando por Mombaça, entre outras terras longínquas, a saga dos descobrimentos portugueses que ocorreu entre 1415 e 1730, levou este povo aos quatro cantos do mundo, numa história que continua a fazer-se todos os dias.
A aventura portuguesa contínua, quando conseguimos fazer o intercâmbio com outros povos, e cuja comunicação entre todos, é meio caminho andado para a realização de acontecimentos que nos enriquecem, e nos dão a imagem de que à semelhança de outros tempos, continuamos a ser capazes de grandes feitos e vencer os mares do mundo.
Sines continua a ser um polo de atracção para pessoas, para projectos, e para grandes navios que demandam esta grande estrutura portuária, e que contribuem para a riqueza do país, mas também de acontecimentos culturais, que projectam o nome de uma terra com história de mar e descobertas.
O recente acontecimento que trouxe a Sines alguns dos veleiros mais belos do mundo, numa parceria entre a Administração dos Portos de Sines e Algarve, a Camara Municipal de Sines e a Aporvela, com alguns patrocinadores, são a prova da grande capacidade dos feitos de um povo que continua a contornar obstáculos, como o fez Fernão de Magalhães em 1520, navegando pelo estreito que mais tarde viria a ter o seu nome.

Deixe uma resposta