Feel4Planet apanha 4212 beatas em apenas 15 minutos na Praia da Saúde

VOLUNTÁRIOS. Recolheram 4212 beatas na Praia da Saúde
Local B Sociedade B Últimas B Últimas C

O grupo teve a ajuda de 30 participantes de um programa de intercâmbio europeu sobre voluntariado

 

Quinze minutos foi quanto bastou para um grupo de 30 voluntários apanhar 4212 beatas de cigarro na zona ribeirinha da Praia da Saúde, em Setúbal, numa acção de limpeza promovida pela Experimentáculo Associação em parceria com a Feel4Planet, um novo grupo informal dedicado à protecção e educação ambiental.

As beatas foram recolhidas no passeio em frente à marisqueira Martroia e numa extensão pedonal e de areia entre o jardim da Praia da Saúde e o bar Rock a Lot, numa área total de 3354,32 metros quadrados, na quinta-feira de manhã.

Mas o plano era abranger toda a extensão até à antiga lota. “Não conseguimos apanhar as beatas todas porque estava mau tempo. Quando passámos nos mesmos locais ainda havia beatas no chão”, contou Carolina Nunes, uma das co-fundadoras da Feel4Planet. Por isso, a organização quer regressar ao local para acabar a limpeza, contando com melhor tempo.

Esta foi a primeira acção realizada pelo grupo, recentemente constituído por quatro jovens do distrito preocupadas com a protecção e educação ambiental. Os “números alarmantes” de beatas de cigarro recolhidas “comprovam a necessidade de intervir activamente tanto nas zonas ribeirinhas junto ao rio Sado, como no centro da cidade”, alertam.

A Associação Portugal sem Beatas indica que nosso país são atiradas sete mil beatas para o chão, a cada minuto. Isto significa que por cada ponta de cigarro no chão são libertadas 4700 substâncias tóxicas, que acabam por transformar-se em microplásticos contaminadores dos solos e das águas que abastecem a cadeia alimentar de centenas de espécies, incluindo os humanos.

Mas “as pessoas ainda não reparam neste problema”, lamenta Carolina Nunes, da Feel4Planet, acrescentando que, no que toca à limpeza conseguida na Praia da Saúde num tão curto período de tempo, “os voluntários não estavam à espera de apanhar aquela quantidade de beatas”.

Na iniciativa participaram jovens de Portugal, Espanha, Macedónia, Croácia e Lituânia ao abrigo do programa de intercâmbio europeu “Make a Difference”, organizado pela Experimentáculo Associação, que contactou a Feel4Planet. No terreno, o grupo teve o apoio da Câmara Municipal (que cedeu sacos do lixo), da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra e da Capitania do Porto de Setúbal.

A Feel4Planet, uma organização independente focada na proteção ambiental e na responsabilidade social, pretende realizar actividades de limpeza em zonas públicas e de sensibilização da comunidade para as questões ambientais na região de Setúbal. “Temos uma estratégia integrada, de limpeza urbana, em jardins e outros espaços, não só focada nas praias e na serra”, explicou Carolina Nunes, da área de Biologia, a quem se juntam Vânia Silva, de Relações Internacionais, Márcia Batista, de Educação, e Mafalda Custódio, de Gestão e Administração Pública, na constituição do grupo.

Este problema, de resto, tem merecido já a atenção de grupos da cidade, como a Iniciativa Amar Setúbal, liderada por Paula Pereira, que criou um Eco-Beatas que incentiva a colocação das pontas de cigarro em resposta a uma pergunta. O equipamento, construído com materiais reciclados, replica o original Eco-pontas, criado em Guimarães, que também já se encontra no Centro Comercial Alegro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Voluntários vão limpar Praia da Rainha na Albarquel

No próximo sábado, 20, decorre durante toda a manhã uma acção de limpeza na Praia da Rainha, junto à Praia de Albarquel, com o envolvimento da Ocean Alive, Iniciativa Amar Setúbal e Feel4Planet no âmbito da nova edição do Setúbal Mais Bonita, desenvolvido pela Câmara Municipal. Os participantes, que devem inscrever-se através do email [email protected] até dia 19 de Maio, devem levar vestuário adequado, lanche, água, chapéu e protector solar, informa a organização.

One comment

Deixe uma resposta