Corpo encontrado em Grândola deve ser de idoso desaparecido há um mês

Local Últimas B Últimas C

O corpo de um homem foi encontrado no domingo na zona do Lousal, concelho de Grândola, havendo indícios de que se trata de uma pessoa desaparecida há mais de um mês, disse hoje fonte da GNR.

A mesma fonte adiantou à agência Lusa que o corpo, “em adiantado estado de decomposição”, foi encontrado perto de uma barragem, ao final da tarde de domingo, tendo sido transportado para o serviço de Medicina Legal do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

“Apesar de todas as evidências indicarem que se trata do corpo de um homem desaparecido na zona, só com a autópsia é que se vai confirmar”, disse a fonte da força de segurança.

Um homem de 68 anos, residente em Mina do Lousal, freguesia de Azinheira dos Barros e São Mamede do Sádão, concelho de Grândola, está desaparecido desde o dia 2 de Abril, tendo na altura sido realizadas buscas pela GNR e bombeiros para o encontrar.

Embora indicando que o cadáver do homem “não apresenta indícios de crime”, a fonte da GNR considerou que uma situação de “contornos pouco claros” é o facto de “o corpo ter aparecido numa zona onde foram feitas buscas”. A investigação deste caso está a cargo da Polícia Judiciária.

Lusa

Deixe uma resposta