Grandes veleiros ‘encantaram’ milhares de visitantes em Sines

Últimas

Foi em ambiente festivo que centenas de pessoas disseram adeus às tripulações dos navios que participam na RDV Tall Ships que partiu da Ilha do Pessegueiro, em Sines, em direção a Las Palmas, Espanha

 

Durante quatro dias, Sines, tornou-se na capital dos desportos náuticos com a passagem da regata Rendez-Vouz Tall Ships 2017 pelo porto alentejano atraindo à cidade e à região milhares de pessoas. Perto de 20 navios e mais de mil tripulantes tornaram Sines na sua ‘casa’ com um conjunto de eventos e atividades para aproximar o público do mar e abrindo o ‘mundo’ da navegação aos olhares curiosos dos milhares de visitantes que durante horas a fio, apesar da chuva que chegou a espreitar, esperaram em filas para conhecerem de perto estes gigantes do mar, assistiram aos desfiles dos tripulantes, concertos, fogo de artifício e outras iniciativas.
O número ficou aquém dos 300 mil visitantes esperados pela organização mas ainda assim o balanço das entidades responsáveis foi positivo. “Estamos em crer que chegaremos aos 100 mil visitantes”, adiantou o presidente da Câmara Municipal de Sies, em jeito de balanço.
Com a realização deste evento, Sines passou a fazer parte do mapa dos grandes veleiros. “Quando a APORVELA -entidade organizadora – propôs este evento, os responsáveis passaram a associar Sines à terra do grande navegador Vasco da Gama e isso constituiu a garantia de que a Saill Trainning Internacional aceitava a passagem da regata por este porto alentejano”, recordou Rui Costa, vice-presidente da APORVELA. Quatro anos depois, o responsável acredita que “se houver uma conjugação de vontades” é possível voltar a receber algo do género. “Para que no futuro Sines possa receber esta regata é preciso o interesse e o empenho das autoridades locais e regionais”, adiantou o dirigente ao Diário da Região.
A mesma opinião é partilhada pelo comandante João Lúcio, presidente da APORVELA. “Sines não vai parar, isto é só o início porque Sines tem condições para receber os milhares de veleiros que passam na nossa costa e não sabiam, até agora, do potencial deste porto”, adiantou o responsável que pondera voltar a organizar um evento desta natureza neste porto. “Sines passou a fazer parte do mundo da vela ao mais alto nível e como estes eventos precisam no mínimo de 4 anos para serem organizados vamos pensar com calma e ponderação voltar a trazer estes grande veleiros ao porto de Sines”, garantiu João Lúcio que tem o apoio da Saill Trainning International (STI).
Raúl Mombacas, chairmain da STI não tem dúvidas em afirmar que Sines poderá ficar na rota dos grandes veleiros. “Os portos que fazem este tipo de eventos querem sempre voltar a recebe-los e o que acabou de acontecer em Sines é muito positivo para a cidade e para a região”, sublinhou.


Para o presidente da Câmara Municipal de Sines há condições para dar continuidade ao impulso que foi dado com o Tall Ships Festival. “Temos condições para fazer um evento ainda maior e para trazer outro tipo de navios no futuro. Desde que assumimos o mar como prioridade que tentamos trazer a Sines vários eventos desportivos, desde a motonáutica à natação e, com tudo isto, impunha-se um grande evento de vela”, adiantou o autarca que sempre acreditou na grandiosidade deste evento. “Chegamos a um entendimento com a APORVELA e com a APS e nunca houve receio de avançar com um evento desta envergadura porque tinhamos a percepção que trazer grandes veleiros à terra de Vasco da Gama era uma mais-valia”, reconheceu Nuno Mascarenhas que acredita no regresso dos grandes veleiros ao porto de Sines.
De Sines, os navios largaram, segunda-feira, até Las Palmas, no âmbito da regata dos grandes veleiros comemorativa dos 150 anos da Confederação do Canadá, seguindo depois para Bermuda e Estados Unidos, até chegar ao país “aniversariante”. Do Canadá, a frota cruzará ainda o Atlântico até ao destino final Le Havre (França). A RDV 2017 Tall Ships Regatta em Sines será um festival em terra e no mar, com a presença de veleiros de todo o mundo.
O Sines Tall Ships Festival é um evento co-organizado pela Turismo do Alentejo – ERT, Câmara Municipal de Sines e Administração dos Portos de Sines e do Algarve, em parceria com a Aporvela – Associação Portuguesa de Treino de Vela.
Helga Nobre

Deixe uma resposta