Elisabete Jacinto arrancou para a última etapa no pódio após triunfo de ontem

Desporto Desporto B Local Últimas C

Piloto montijense está a escassos quilómetros de garantir o terceiro lugar no Morocco Desert Challenge ao volante do camião da Bio-Ritmo

Elisabete Jacinto partiu hoje parta a sétima e última etapa do Morocco Desert Challenge, disputada entre Tendrara e Oujda em 178 quilómetros cronometrados, com o terceiro lugar da classificação geral entre camiões consolidado.

Ontem, a piloto montijense saiu vencedora da sexta etapa entre Merzouga e Tendrara. A equipa Bio-Ritmo foi a mais rápida entre os T4 na penúltima etapa composta por 405 quilómetros cronometrados, a mais longa de toda a competição, demorando 5h 53m 11s a cumprir todo o sector selectivo. Os portugueses terminaram com uma vantagem de nove minutos para o holandês Martin Van Den Brink, actual líder da classe camião, e apenas um carro conseguiu ser mais rápido do que Elisabete Jacinto a completar o percurso, incluindo neste rol a competição destinada às motas.

Elisabete Jacinto, que assim somou a sua segunda vitória em etapas no rali africano, foi o piloto fez um balanço positivo ao dia de ontem: “Foi uma etapa muito bonita feita nos planaltos marroquinos. Hoje [ontem] as pistas eram lisinhas e como não tinham muitos buracos e valas pudemos andar bastante rápido. Saímos em quinto e fomos acelerando o mais possível até que começámos a apanhar os camiões que partiram à nossa frente. A navegação era complicada, mas o Zé Marques nunca se enganou e viemos sempre certinhos até ao fim. Foi um dia excelente. Estamos mesmo muito contentes com esta vitória”, confessou a montijense no final da etapa.

Elisabete Jacinto partiu hoje para a últia etapa com uma vantagem superior a quatro horas de avanço sobre o quarto classificado da geral entre camiões, o belga Igor Bouwens.

Deixe uma resposta