Erros defensivos ditam derrota sadina com o Sporting

Desporto Desporto B Últimas

O Vitória perdeu ontem, dia 14, por 3-0, com o Sporting em partida da 29.ª ronda da I Liga de futebol disputado no Estádio do Bonfim. Cerca de três meses depois de terem afastado os leões da Taça da Liga [triunfo por 2-1], os sadinos não tiveram argumentos para contrariar o adversário, que aproveitou os vários erros cometidos pelos anfitriões para ganhar de forma tranquila. Gelson Martins, William Carvalho e Bas Dost, avançado holandês que leva 28 golos na prova, fizeram os tentos do jogo.

Os sadinos entraram pressionantes e foram os primeiros a visar a baliza de Rui Patrício logo no minuto inicial, altura em que João Carvalho, com um pormenor delicioso, passou por Schelotto e colocou em sobressalto a defesa leonina. Com o capitão Adrien Silva de regresso ao onze do Sporting, depois de quase dois meses de ausência, a equipa de Jorge Jesus passou a partir dos cinco minutos a dominar e quase inaugurou o marcador, aos 19, por Rúben Semedo que rematou à malha lateral.

No minuto seguinte, os leões fizeram o 1-0 por intermédio de Gelson Martins, que aproveitou uma oferta de Fábio Cardoso para faturar. O atacante aproveitou o erro do defesa sadino para responder da melhor forma a um cruzamento de Bruno César na esquerda.  A praticarem um futebol que esteve longe de deslumbrar no primeiro tempo, o Sporting quase ampliou o marcador, aos 22 minutos, num remate em zona frontal de Bas Dost que passou perto do poste esquerdo de Bruno Varela.

Só nos últimos cinco minutos do primeiro tempo, os comandados de José Couceiro voltaram a acercar-se da baliza leonina, mas sem efeitos práticos. O lance mais perigoso surgiu na sequência de um canto de Nuno Pinto, aos 40, que levou a bola a passar à frente da baliza de Rui Patrício sem que ninguém a desviasse.

Com a equipa de Jorge Jesus em vantagem no marcador, o Sporting foi em busca do segundo golo. Aos 52 minutos esteve à vista quando Bruno César cruzou na esquerda e Bas Dost, em zona frontal, rematou sobre a trave. Aos 53, foi Schelotto a pôr à prova Bruno Varela. Depois do par de avisos, o Sporting, que não tirou o ‘pé do acelerador’, chegou, sem surpresa, ao 2-0 por intermédio de William Carvalho, aos 56 minutos. Após canto de Bruno César na direita, o médio, sem oposição, cabeceou para o segundo dos leões.

Aos 62, com os sadinos completamente perdidos em campo, o Sporting chegou ao 3-0 através de Bas Dost. O avançado holandês só teve de encostar, após assistência de Alan Ruiz no flanco direito. Com uma vantagem folgada no marcador, já depois de perder Marvin Zeegelaar para o clássico com o Benfica, por ter sido admoestado com cartão amarelo na primeira parte, Jorge Jesus não correu riscos e prescindiu de Gelson Martins (também em perigo de exclusão), lançado Bryan no jogo.

Até ao final do encontro, os leões geriram a vantagem sem sobressaltos, podendo até aumentar a vantagem, aos 78 minutos, num lance em que Bryan rematou fraco de cabeça para defesa de Bruno Varela.

Com o triunfo em Setúbal, o Sporting segue na terceira posição, com 63 pontos, a quatro do FC Porto, que tem menos um jogo, e a oito do Benfica, enquanto o Vitória é 10.º, com 35.

 

Deixe uma resposta