Viagem aos bastidores da comédia de ‘Açúcar a Mais’ [VÍDEO]

ELENCO. Novo sketch tem a participação de Eric Santos, conhecido actor de telenovelas e séries
Sociedade

Marco Bilimória, Manuel Silva Jorge, Clara Ferreira, Ana Carlos e José Martinho juntam-se todas as semanas para produzir humor com “Açúcar a Mais”… mas que só faz bem à saúde

 

Dois homens sentados à mesa numa sala escura. Um deles veste blusão de cabedal e o outro um fato preto. “Joga”, diz ele. “Já joguei”, responde o adversário atirando fichas de poker para a mesa. Atrás deles, lançando olhares sobre a mesa e expressões desafiantes, duas mulheres sensuais. Respira-se fumo de cigarro e o ambiente é tenso.

É neste cenário de jogo ilegal e obscuro que se desenrola a história destes dois homens, que tentam enganar-se um ao outro com a mania que são mafiosos. Tudo não passa de uma história de ficção, a história de “Poker”, o 10.º sketch de humor do projecto Açúcar a Mais, nascido e criado em Águas de Moura.

Marco Bilimória interpreta o papel do jogador de blusão de cabedal, mas o que mais salta à vista no visual é a enorme barba preta que se tornou já uma imagem de marca pessoal e do projecto. “Em princípio”, essa é uma das suas “melhores características”, dizem eles. Mas não é a única, e a ele se junta Manuel Silva Jorge, o guionista. “São gajos sem interesse nenhum, tirando a questão de um ser barbudo e o outro careca”, lê-se na página do projecto.

Foram eles que, sendo amigos há 16 anos, se juntaram no final do ano passado para criar o Açúcar a Mais. “Eu e o Manuel começámos a escrever, ele escreve uns, eu escrevo outros, e depois mandamos para todos e juntamos a parte da realização”, conta Marco Bilimória ao DIÁRIO DA REGIÃO durante a preparação das gravações do sketch, nas instalações do teatro TELA, numa segunda-feira à noite.

“O Marco escreve muito com base no humor de observação, com coisas que vão surgindo”, começa por explicar Manuel. O amigo concorda. “Faço teatro desde 2002 e de há dois anos para cá sou encenador e actor no teatro TELA – Teatro Estranhamente Louco e Absurdo, daí o gosto pela representação e pela escrita deste tipo de textos”.

Já Manuel “dorme” com um bloco de notas onde aponta coisas que vai ouvindo e lendo, que são “uma inspiração para tudo”, mas também se inspira no humor dos famosos Gato Fedorento. Assina as crónicas de humor “Manuel de Instruções” há seis anos no DIÁRIO DA REGIÃO, foi “tirando cursos de escrita de humor” e “as coisas foram rolando naturalmente”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“O importante é fazer rir”

De volta à acção. O jogador de fato escuro inclina-se sobre a mesa e diz: “Esse teu ar de satisfeito irrita-me”, enquanto o outro recua na cadeira com ar de gozo. “Não gosto de jogar contigo”, insiste a personagem, interpretada pelo actor Eric Santos, que participa agora na série “Sim, Chef!” da RTP e se estreia no projecto Açúcar a Mais a convite de Marco Bilimória.

“Convidei o Eric porque para mim era fundamental ele estar no nosso projecto e ele aceitou na hora”. Na verdade, “Poker” foi o primeiro sketch a ser escrito para o Açúcar a Mais e estava destinado à participação de Eric Santos, mas não avançou por não estarem reunidas as condições necessárias para ser gravado. “Aproveitei para ser o 10, número redondo”, diz Marco. Eric Santos realça ainda mais o significado especial de ali estar: “É especial eu estar a gravar este sketch número 10, mas o Marco também foi especial para mim porque esteve na primeira formação [de actores] que eu dei”.

Enquanto ambos ensaiam as respectivas deixas com diferentes ritmos e entoações, as actrizes Clara Ferreira e Ana Carlos – que dão vida às mulheres sensuais que acompanham os jogadores – mantêm os casacos vestidos, porque ali, nas antigas instalações dos Bombeiros de Águas de Moura, sente-se bastante frio.

As histórias com décors interiores são gravadas naquele espaço, com autorização do teatro TELA, e todo o aparato audiovisual – com o produtor José Martinho a coordenar três câmaras em simultâneo – é conseguido com o esforço e dedicação voluntária de todos. Algo que o actor Eric Santos reforça: “Isto de se trabalhar sem dinheiro e à base destas sinergias… Às vezes é dessas pequenas coisas que nascem projectos de muito sucesso”.

Marco tem a certeza de que “vai haver um sketch que vai dar o boom ao Açúcar a Mais”, catapultando-o nas redes sociais. Para já, vão apostar mais na comunicação do projecto no Facebook, Instagram e YouTube, para chegar ao público que já vive “à espera da sexta-feira” – dia em que semanalmente são publicados os novos vídeos – e a quem ainda não teve oportunidade de os conhecer.

“O importante é fazer rir” as pessoas com histórias bem contadas e bem produzidas. Sobre o final deste jogo de poker, o melhor é assistir ao vídeo. Eric Santos dá a deixa final: “As pessoas vão estar à espera de uma coisa e no final vai ser outra. Aí é que está a piada”.

 

Veja, abaixo, a mais recente produção de Açúcar a Mais.

Fotos e vídeo: Açúcar a Mais/DR

 

Deixe uma resposta