Festival Queijo, Pão e Vinho anima Quinta do Anjo até domingo

Local C Últimas Últimas B Últimas C

Ponto alto do programa decorre amanhã ao final da tarde, com a eleição do melhor Queijo de Azeitão, no Espaço de Gastronomia

 

Até amanhã, 2, os visitantes que se dirigirem ao 23º Festival Queijo, Pão e Vinho, a decorrer, na localidade de S. Gonçalo, em Cabanas, Quinta do Anjo, poderão desfrutar das iguarias típicas da Arrábida, como o queijo de Azeitão, os vinhos da Península de Setúbal e o pão tradicional da região. Ao longo dos mais de 40 expositores também não faltarão os doces regionais, as compotas, a fruta, o mel, os licores, numa simbiose perfeita entre o tradicionalismo e a inovação.

A programação repleta de actividades como espaços de gastronomia, demonstrações equestres, momentos musicais, actuações de grupos de ginástica, ateliês para as crianças e ainda passeios pedestres e de BTT prometem experiências de degustação do melhor que se produz no concelho e de lazer entre o campo e o mar, constituindo “excelentes motivos de visita”, como afirmou Álvaro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, na inauguração do festival.

O ponto alto do programa será o primeiro concurso de Queijo de Azeitão DOP (Denominação de Origem Protegida), que se realiza amanhã, domingo, no Espaço de Gastronomia. Pela primeira vez, cada produtor pode levar a concurso um queijo, que será avaliado por provadores externos. Os prémios serão atribuídos, às 19h, no Espaço de Gastronomia, coincidindo com o encerramento do festival.

Depois da actuação de tributo ao Cante Alentejano, da responsabilidade do grupo coral ModAlentejo no primeiro dia do festival, o programa  de amanhã, 2, inclui também um passeio matinal de BTT, às 10h, demonstrações equestres, corridas de ovelhas e actuações de grupos de ginástica do concelho.

Dirigido às crianças, segue-se às 14h, o espaço de animação “Ponho as mãos a mexer… para aprender”, dinamizado pelo Centro Social de Quinta do Anjo, com ateliês de produção de queijo de ovelha, no Museu do Ovelheiro, e actividades promovidas pelos escuteiros do Agrupamento 504 de Quinta do Anjo do Corpo Nacional de Escutas, acampados no recinto.

Para Álvaro Amaro, “o festival afirma o sucesso da aposta no enoturismo e turismo de natureza, tornando-se um local de encontro obrigatório de agentes da região e vizinhos da área metropolitana de Lisboa”.

O certame gastronómico conta com a organização da ARCOLSA – Associação Regional de Criadores de Ovinos Leiteiros da Serra da Arrábida, em articulação com a Câmara Municipal de Palmela e promove há mais de 20 anos, os saberes e sabores da região da Quinta do Anjo. O festival tem o preço simbólico de um euro.

Deixe uma resposta