Romaria a Cavalo entre a Moita e Viana do Alentejo arranca a 26 de Abril

Regional Últimas B

A XVII Romaria a Cavalo Moita – Viana do Alentejo foi apresentada na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, na FIL, no Parque das Nações, em Lisboa, num evento que vai decorrer entre os dias 26 e 30 de Abril.

Nesta iniciativa estiveram presentes representantes da Comissão Organizadora da Romaria a Cavalo Moita – Viana do Alentejo: Câmara Municipal da Moita, Câmara Municipal de Viana do Alentejo, Associação dos Romeiros da Tradição Moitense e Associação Equestre de Viana do Alentejo.

“A Romaria tem esta raiz religiosa e durante algumas décadas deixou de se efetuar. Regressou em 2000 e tem vindo a crescer de ano para ano. Para além do cariz religioso tem também uma vertente turística. São já centenas de cavaleiros, mais de um milhar de pessoas que se envolvem e muitos milhares que assistem ao percurso”, disse Rui Garcia, presidente da Câmara da Moita.

O autarca referiu que espera que a romaria seja “um grande cartaz turístico das duas regiões”, salientando que é um “espetáculo muito bonito ao longo de cerca de 150 quilómetros”.

Bengalinha Pinto, presidente da Câmara de Viana do Alentejo, deixou agradecimentos a todos os que contribuem para a realização da iniciativa.

“Estamos na 17ª edição da romaria e trabalhamos para que esta seja sempre melhor que a anterior e penso que temos conseguido. São quatro dias de viagem por estradas de terra batida. Quero também agradecer ao Luís Aleluia que está aqui connosco nesta romaria”, disse, referindo-se ao padrinho deste ano da iniciativa.

Luís Almeida, da Associação dos Romeiros da Tradição Moitense, agradeceu o apoio às duas autarquias, que considera essencial para que a iniciativa se realize.

“A edição desde ano está pronta e esperamos fazer uma romaria melhor que a última, é sempre esse o objetivo. As pessoas que veem de todas as zonas do país e até do estrangeiro para nos acompanhar. Esperamos mais participantes e que corra cada vez melhor”, disse, desejo esse também manifestado pela Associação Equestre de Viana do Alentejo.

Retomada após um interregno de mais de 70 anos, a iniciativa recupera uma antiga tradição de caráter religioso existente na vila da Moita, que fazia deslocar os lavradores, com os seus animais, ao santuário existente em Viana do Alentejo, no distrito de Évora.

Os romeiros pretendiam que os animais fossem benzidos durante uma procissão em honra de Nossa Senhora D’Aires, padroeira dos animais, e pediam protecção e boas colheitas.

Deixe uma resposta