3,7 milhões de euros de investimentos em obras na Quinta do Anjo

Local Últimas B Últimas C

Grande rotunda na Penalva, entre os concelhos de Palmela, Barreiro e Setúbal é um dos projectos mais importantes do pacote de candidaturas agora aprovado

 

No âmbito do programa Portugal 2020, o município de Palmela anunciou que algumas candidaturas aos fundos comunitários para a realização de obras na freguesia de Quinta do Anjo foram aprovadas. No total, os projectos representam um investimento comunitário superior a 3,7 milhões de euros.

Um dos projectos mais importantes é o HUB 10 – Plataforma Humanizada de Conexão Territorial, um programa de mobilidade e acessibilidade, que visa a dotação de infra-estruturas viárias, entre a Estrada de Vila Amélia e S. Gonçalo. Trata-se de um projecto inter-municipal entre o Barreiro, Palmela, Sesimbra, Setúbal e Seixal, no valor de mais de um milhão de euros. Os fundos comunitários vão permitir o financiamento de uma intervenção há muito reclamada, que é a construção de uma grande rotunda, em Penalva.

A primeira fase incluirá a repavimentação da Estrada de Vila Amélia, com a construção de ciclovia, passeios e gares para autocarros e infra-estruturas para a drenagem pluvial. A segunda fase contemplará o reperfilamento da drenagem pluvial e a repavimentação, desde a rotunda da Makro Palmela até S. Gonçalo, ao longo da Estrada dos 4 Castelos. Para Álvaro Amaro, presidente da Câmara de Palmela “não se trata apenas de uma obra de repavimentação, mas permite dar seguimento a uma política de desenvolvimento sustentável e redução do uso de transporte individual”.

Na mesma linha de promoção de vida saudável e incentivo ao exercício físico, já se encontra em concurso o projecto Ciclop 7, que prevê a construção da Ciclovia da Quinta do Anjo, que começa na zona da Cooperativa da Habitação, vai até às Colinas da Arrábida, fazendo um circuito pela localidade e regressando ao ponto de partida.

Outro programa futuro a ser desenvolvido será o PRARRÁBIDA, que congrega dois projectos: um para a valorização dos sítios arqueológicos, com intervenções nas Grutas de Quinta do Anjo e Alto da Queimada e o outro, com vista à criação e qualificação de espaços de lazer e bem-estar na Arrábida (zonas de visitação, turismo, infra-estruturas de apoio e interpretação) em locais como o Espaço Fortuna Artes & Ofícios, na Quinta do Anjo e S. Gonçalo. “Queremos valorizar o espaço e torná-lo num local com potencial turístico. Para isso, vamos colocar sinaléctica de informação, zonas de contemplação para as pessoas, parqueamento e dotar o espaço de mobiliário urbano”, explicou Álvaro Amaro.

O executivo camarário anunciou ainda a futura discussão em sessão de câmara do contrato-programa de financiamento, destinado ao apoio à criação do Centro de Dia da ARPIBA – Associação dos Reformados, Pensionistas e Idosos do Bairro Alentejano, na Quinta do Anjo.

O autarca de Palmela revelou a pavimentação da Rua Zeca Afonso e da Travessia do Limoeiro, também no Bairro Alentejano e que constituem dois “compromissos de mandato”, na ordem dos 220 mil euros terão concurso em breve, estando o início da empreitada prevista para o começo do verão.

Para terminar, a Câmara de Palmela anunciou a aprovação do contrato de financiamento para a requalificação do quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros de Pinhal Novo. O acordo prevê a comparticipação técnica e financeira da autarquia nas obras em 15% do custo total da empreitada, que será financiada por fundos comunitários.

Deixe uma resposta