Montijo vai candidatar-se a programa de apoio aos mais carenciados

Local Sociedade B Últimas C

Para auxiliar mais de quatro centenas de pessoas com carências alimentares dos territórios de Montijo e Alcochete

A Câmara Municipal do Montijo anunciou esta quinta-feira, 16, que vai candidatar-se ao Programa Operacional de Apoio às Pessoas mais Carenciadas (POAMPC), através do Conselho Local de Acção Social e Saúde.

“Esta candidatura vai efectivar-se até ao dia 23 de Marco e encontra-se a ser trabalhada por algumas das instituições que compõem a Rede de Apoio Alimentar”, revela a autarquia em nota de Imprensa, lembrando o âmbito de intervenção do POAMPC: “Apoiar os dispositivos nacionais que, através de organizações parceiras, distribuem géneros alimentares e/ou prestam assistência material de base.”

A candidatura do município montijense “vai auxiliar 443 pessoas com evidentes carências alimentares do território de Montijo e Alcochete (com possível majoração de 10%, podendo chegar aos 486 destinatários), sendo o seu prazo de execução de Junho de 2017 a Agosto de 2019”, explica a autarquia.

O programa contempla “a distribuição de produtos alimentares secos, frios e congelados, de forma sistemática e de acordo com as necessidades das famílias carenciadas”.

Da Rede de Apoio Alimentar do Montijo entram para esta candidatura, como entidades mediadoras, o Centro de Convívio de Reformados, Pensionistas e Idosos de Montijo, a Associação Caminho do Bem Fazer, a Santa Casa da Misericórdia de Canha e a Associação para a Formação Profissional do Montijo a Cáritas Paroquial Nossa Senhora da Atalaia, sendo a entidade coordenadora o Banco Alimentar.

“O POAMPC foi um dos temas de destaque da reunião do CLASS, no passado dia 8 de Março, que contou com a presença de Natividade Coelho, directora do Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal, e de Maria Clara Silva, presidente do Conselho Local de Acção Social e Saúde, e vereadora da Câmara Municipal do Montijo.

Deixe uma resposta