Vitória ‘macio’ permite reviravolta do Feirense no Bonfim

Desporto Desporto B

O Vitória perdeu hoje, dia 11, com o Feirense, por 1-2, em partida da 25.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. Com este desfecho, a equipa treinada por José Couceiro aumentou para seis o número de jogos consecutivos sem celebrar um triunfo.

Em desvantagem no marcador ao intervalo, os ‘fogaceiros’, que somam agora 29 pontos, operaram a reviravolta no segundo tempo com autogolo de Frederico Venâncio e golo de Luís Machado. Os sadinos, que marcaram através de Vasco Fernandes, já não perdiam em casa no campeonato há três meses e meio.

Apesar do equilíbrio territorial registado no primeiro tempo, os sadinos foram a equipa mais perigosa nesse período, criando vários lances de perigo junto da baliza defendida por Vaná. A primeira situação de perigo no encontro aconteceu aos 10 minutos, momento em que o defesa Vasco Fernandes viu Babanco interceptar um remate que levava perigo para o Feirense.

Aos 17, o vitoriano Costinha fugiu no flanco esquerdo a Cris e assistiu João Carvalho, que viu o seu remate ser travado por um defesa dos fogaceiros, que sentiam dificuldades em chegar à área do Vitória de Setúbal. Sem surpresa, depois de um par de avisos, os comandados de José Couceiro chegaram ao golo, na sequência de um canto cobrado por Nuno Santos na direita, aos 27 minutos. No interior da área, o central Frederico Venâncio desviou de cabeça e, o colega da defesa, Vasco Fernandes, à segunda tentativa, empurrou a bola para o interior da baliza, fazendo o 1-0.

Na primeira parte, apenas por uma vez a equipa de Nuno Manta colocou em sobressalto a baliza defendida por Bruno Varela. Tiago Silva, aos 32 minutos, desferiu um remate forte de fora da área que só não teve êxito devido à atenção do guardião dos sadinos.

Após o intervalo, o Feirense entrou mais acutilante para tentar a igualdade. Nos primeiros dois minutos do segundo tempo, os forasteiros dispuseram de três cantos consecutivos, dando mostras de quererem reagir à desvantagem.

Depois dos ensaios anteriores, os ‘fogaceiros’ chegaram ao empate na sequência de um canto cobrado por Vítor Bruno, aos 67 minutos. O capitão dos sadinos, Frederico Venâncio, desviou, de cabeça, para a própria baliza, repondo a igualdade no marcador.

Os sadinos acusaram o golo e estiveram perto de sofrer o segundo golo num remate de Luís Machado, que só não fez o 2-1 para o Feirense devido a uma excelente defesa do guarda-redes Bruno Varela, aos 77 minutos.

O Vitória ainda esteve perto de se recolocar na frente do marcador – remate de João Amaral foi desviado por Vaná (81), mas o Feirense foi mais eficaz. Dois minutos depois, após um lançamento lateral, Luís Machado, assistido por Karamanos, operou a reviravolta num remate forte, num lance em que a defesa sadina não ficou isenta de culpas.

Já com pouco discernimento, os setubalenses tentaram evitar a derrota, mas, aos 89 minutos, o cabeceamento do defesa Fábio Cardoso foi travado por Vaná, que segurou o triunfo do Feirense, que está agora a um ponto dos sadinos [somam 30] e mais perto de segurar a permanência no escalão principal.

Deixe uma resposta