MONTIJO: Ninguém pára a CDU [VÍDEO]

Local Últimas Últimas B Últimas C video

Carlos Jorge de Almeida e Francisco Salpico foram os primeiros cabeças-de-lista apresentados publicamente no Montijo. Cerimónia registou presença de elementos de todas as principais forças partidárias do concelho

Duas tarjas com as cores do município ‒ amarelo e verde ‒ a rasgar de alto a baixo os dois pisos da sala de sessões da Assembleia Municipal, uma plateia lotada de gente madura, ilustrada por vários autarcas de concelhos vizinhos bem como do burgo e o dom de uma apreciável capacidade oratória de alma até Almeida, capaz de galvanizar e aglutinar, com o Montijo como centro do mundo. Foi assim, durante a tarde deste sábado, 4, que ficou marcada a cerimónia oficial de apresentação pública dos cabeças-de-lista da CDU à Câmara e Assembleia Municipal, Carlos Jorge de Almeida e Francisco Salpico, respectivamente, para as  próximas autárquicas.

A CDU foi a última das forças políticas-partidárias mais votadas no concelho montijense (foi a segunda nas últimas eleições) a anunciar as escolhas ‒ a recandidatura da dupla Almeida e Salpico ‒ mas acabou, assim, por ser a primeira a “formalizá-las” publicamente, adiantando-se, neste particular, à concorrência. Foi imparável, neste aspecto, a CDU, ao entrar em jogo com antecipação e determinação.

Joaquim Correia, pelo PEV, foi o primeiro a usar da palavra, seguiu-se a intervenção de Francisco Salpico e, depois, as palavras mais aguardadas, de Carlos Jorge de Almeida que garantiu que a CDU irá solicitar “a todos, sem excepção, o seu voto e a sua confiança”.

“Só a convergência decidida, firme, cidadã, do tecido social montijo na única força capaz de consubstanciar eleitoralmente a mudança necessária, só a concentração significativa de votação na CDU, permitirá romper o bloqueio e garantirá a vitória do Montijo”, disse o candidato à presidência da Câmara, prometendo: “Saberemos estar à altura deste momento histórico e daquilo que nos é exigido.”

Barcos na cidade, novo hospital e aeroporto em Canha

Seguiu-se um apelo à participação em massa nas eleições, para combater o facto de o Montijo ter sido o terceiro município do País a registar mais alto índice de abstenção ‒  “um sinal evidente de desalento e justa indignação por desconformidade entre promessas eleitorais e políticas concretas”, considerou Carlos Jorge de Almeida, reportando-se à gestão socialista, que não dispensou de críticas. “Este silêncio tem sido ensurdecedor na condenação das políticas opacas, tomadas nas costas dos cidadãos”, acrescentou.

“A regeneração dos centros históricos, a conclusão definitiva do triste espectáculo do Plano Director Municipal, a recuperação da imagem do património edificado, a análise aprofundada do regresso do transporte fluvial à cidade, que abranga necessariamente o transporte rodoviário de passageiros, a construção faseada do novo ‘a-e-ro-por-to’ [soletrou], em Canha, Montijo, e não de um terminal, a exigência firme de um novo hospital público, a valorização das freguesias do leste do concelho, além da reposição das freguesias”, enumerou Carlos Jorge de Almeida, são algumas das propostas do projecto que a CDU defende para o Montijo.

A terminar, o cabeça-de-lista à Câmara citou Sophia de Mello Andresen para dizer que “a terra está pronta, Montijo está pronto, a grande consciência colectiva está pronta” e que “a mudança não é apenas necessária, é indispensável” e precisa e apela a todos. Jorge Cordeiro, membro da Comissão Política e do Secretariado do Comité Central do PCP, encerrou os discursos.

Autarcas de Setúbal, Alcochete, Moita e… Montijo

Presenças notadas na apresentação dos cabeças-de-lista da CDU, no Montijo, foram as de vários autarcas dos concelhos de Setúbal, Alcochete, Moita e Montijo. Na plateia, figuraram o presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião, Setúbal, Nuno Costa (CDU), a vereadora da Câmara de Alcochete, Raquel Prazeres (CDU), o presidente da Assembleia Municipal, Fernando Leiria (CDU), presidente da Junta de Freguesia do Samouco, António Almeirim (CDU), o presidente da Junta de Canha, Armando Piteira (PSD), o presidente da Junta da União das Freguesias de Pegões, António Miguéns (PS), e o presidente da Junta de Sarilhos Grandes, Joaquim Batalha (CDU), além de Vasco Fernandes, eleito nas listas do PSD à Câmara do Montijo. Da Moita, marcaram presença o vereador Miguel Canudo e o presidente da Junta de Freguesia, João Miguel.

Deixe uma resposta