MONTIJO: Assinado contrato para construção da ETAR de Canha

Local B Últimas C

A empreitada foi adjudicada por mais de 882 mil euros e tem um prazo de execução de 485 dias

O contrato de concepção/construção da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Canha, concelho do Montijo, foi rubricado esta quinta-feira, 2, entre a EPAL e o empreiteiro, numa cerimónia que teve lugar no salão nobre dos Paços do Concelho.

O presidente do Conselho de Administração da EPAL – Grupo Águas de Portugal, José Manuel Sardinha, e representantes do consórcio Alberto Couto Alves/Ambiágua, que irá executar a obra, colocaram o preto no branco. A empreitada foi adjudicada pelo valor de 882.407,85 euros e tem um prazo de execução de 485 dias, que inclui o arranque da ETAR.

“A construção da ETAR de Canha representa um passo para a melhoria das condições ecológicas da Ribeira de Canha”, considerou o presidente da Câmara Municipal, Nuno Canta, sublinhando que a empreitada reveste-se de “grande importância”, até porque vem somar a outras infra-estruturas de saneamento e de abastecimento de água que, ao longo dos anos, “têm sido executadas no concelho num investimento superior a 25 milhões de euros”.

O presidente do Conselho de Administração da EPAL também frisou a importância da obra para o concelho, que permitirá “tratar os efluentes no cumprimento dos mais elevados padrões comunitários”.

“É uma infra-estrutura de investimento público essencial para garantir o futuro das populações, a qualidade do ambiente e dos recursos hídricos”, vincou José Manuel Sardinha.

A ETAR de Canha está dimensionada em horizonte de projecto para 1 760 habitantes equivalentes e caudal médio de 350 m3/d.

Deixe uma resposta