Marcelo na Moita diz que ensino profissional é essencial para futuro do País

Local Últimas Últimas B Últimas C

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje, 3, o ensino profissional “fundamental para o desenvolvimento do país”, destacando não só a componente pública, mas também a privada na valorização deste domínio, durante uma visita à Escola Técnica Profissional da Moita

Marcelo Rebelo de Sousa dedicou a manhã e o almoço de hoje a uma visita à Escola Técnica Profissional da Moita, tendo sido acompanhado pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

“É um bom exemplo a vários títulos. Primeiro, porque é ensino profissional em várias áreas, fundamental para o desenvolvimento do país. Passamos a vida a falar da qualificação de recursos humanos”, destacou em declarações aos jornalistas.

O Presidente da República evidenciou que este é um bom exemplo de uma escola privada, considerando que o ministro da Educação esteve presente “para mostrar a importância da escola privada também no domínio profissional”.

“Isso é bom porque é um cruzamento que existe também em relação ao ensino público profissional, mas aqui em relação ao ensino privado profissional. Como é que o ensino privado pode valorizar a componente profissional a pensar no desenvolvimento do país”, disse.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Marcelo Rebelo de Sousa começou a manhã no Colégio Corte Real, que está localizado nas instalações da escola, onde foi recebido pelos mais pequenos, visivelmente entusiasmados com a visita do chefe do Estado.

O Presidente da República recebeu desenhos, ouviu músicas tocadas por flautas, tirou inúmeras fotografias e até ajudou na hora de dar a sopa, sentando-se nas pequenas cadeiras para despachar várias colheradas de diferentes alunos.

Depois, já na escola técnica profissional, Marcelo observou de perto a demonstração de alunas do curso de técnico auxiliar de saúde e visitou depois outras áreas da escola profissional, não se furtando a mais um sem número de fotografias e cumprimentos aos jovens.

A Escola Técnica Profissional da Moita tem 450 alunos, enquanto o Colégio Corte Real tem cerca de 300.

Deixe uma resposta