“Indícios contra os PSP são muito fortes”

Local Últimas B

A afirmação é do advogado do jovem que se queixou de ter sido colocado no porta-bagagens de um veículo e agredido por dois PSP da esquadra da Bela Vista

A suspensão dos agentes da PSP da esquadra da Bela Vista foi uma decisão que não causou surpresa a José Paulo Dinis, advogado do jovem.

Os dois elementos da PSP de Setúbal, suspeitos de sequestro a agressão física ao jovem de 18 anos, foram suspensos depois de terem sido ouvidos no tribunal.

“Penso que era uma medida esperada porque estamos perante uma situação muito grave, nomeadamente, para a própria PSP”, disse à Lusa José Paulo Dinis.

“Agora vamos aguardar pela acusação do Ministério Público. Os indícios contra os dois elementos da PSP são muito fortes”, revelou o advogado.

A intervenção dos dois elementos da PSP de Setúbal terá ocorrido na sequência de uma chamada de uma discoteca de Setúbal a alertar para uma zaragata entre dois grupos de jovens, dentro e fora do estabelecimento, em meados de Dezembro do ano passado.

O jovem, que apresentou queixa contra os dois elementos da esquadra da Bela Vista, em Setúbal, diz ter sido algemado e transportado no porta-bagagens de uma viatura policial para uma antiga fábrica de Setúbal, local onde terá sido posteriormente agredido e abandonado pelos dois polícias.

Deixe uma resposta