SETÚBAL: Professor João Pedro Chagas faleceu aos 75 anos (actualizado)

Local Sociedade C Últimas Últimas B Últimas C

Figura do Ensino na cidade ao longo de quatro décadas, ensinou mais de 4 mil alunos no Liceu e na Escola Comercial. Alunos recordam enorme capacidade que tinha para ver tudo o que se passava na sala de aulas, apesar de ser cego

O professor João Pedro Chagas , de 75 anos, faleceu sábado na sua casa, na Quinta das Amoreiras, no Bairro do Liceu, em Setúbal, confirmou ontem ao DIÁRIO DA REGIÃO fonte da família.

Natural de Setúbal, onde sempre viveu, o docente era pessoa muito conhecida na cidade, sobretudo nos meios ligados ao ensino. João Pedro Chagas tinha a particularidade, que o tornava ainda mais conhecido, de ser invisual. Os alunos costumam contar histórias sobre a sua enorme capacidade para ver tudo o que se passava na sala de aula, apesar de ser cego. Quando ouvia um barulho, dirigia-me naturalmente ao aluno responsável pelo “desacato”, sem qualquer duvida.

Professor das disciplinas de Filosofia e Psicologia, João Pedro Chagas, deu aulas a várias gerações de setubalenses nas escolas do Liceu de Setúbal e na Escola Comercial. Durante as quatro décadas no activo, deu aulas a mais de quatro mil alunos, segundo dizia o própria a familiares e amigos.

A família encontrou-o morto na casa onde vivia sozinho, no sábado, depois de estranharem a sua ausência durante o dia de sexta-feira.

“Estive em sua casa na sexta-feira à noite e, no sábado, como não atendia o telefone, dirigi-me a sua casa, por volta da hora do almoço, já a pensar o pior, e confirmou-se”, contou ao DIÁRIO DA REGIÃO Helena Teixeira, prima de Pedro Chagas.

Segundo a mesma familiar, dias antes de falecer, o professor andava muito constipado. Uma comerciante, do café que o docente frequentava habitualmente, no Bairro do Liceu, disse ao DIÁRIO DA REGIÃO que Pedro Chagas se queixou, na sexta-feira, de dificuldades respiratórias.

As causas da morte só serão conhecidas na autópsia que deverá realizar-se amanhã. O funeral não está ainda marcado.

Esposa também era professora

João Pedro Chagas era viúvo de Soldade Chagas, também professora em Setúbal. A docente, que foi professora de História, por exemplo, na antiga Escola Secundária da Camarinha, hoje Escola D. João II, faleceu em Junho de 2011.

Soldade Chagas foi uma das autoras do livro ‘Greves e sindicalismo’ que retrata episódios da vida laboral das antigas operárias das conservas de Setúbal.

João Pedro Cruz Chagas nasceu a 14 de Dezembro de 1941. Não era invisual de nascença, mas ficou com essa incapacidade, devido a uma injecção que levou em criança, quando tinha 12 anos. Era licenciado em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Fez o estágio profissionalizante, de 1983 a 1985. Reformou-se em Junho de 2005, há 12 anos.

Deixe uma resposta