Vitória volta a perder com o Paços de Ferreira

Desporto

Mantém-se o enguiço do Vitória em Paços de Ferreira, equipa em cujo estádio os sadinos perderam hoje, dia 19, por 2-1. Pela décima vez nos últimos 11 confrontos do campeonato na capital do móvel, o conjunto setubalense voltou a perder frente a um adversário que na primeira volta já tinha ganho no Bonfim (1-4)

O avançado brasileiro Welthon, que na 5.ª jornada da prova já tinha bisado no Estádio do Bonfim, repetiu a dose ao marcar dois golos aos vitorianos, um em cada parte do encontro. O tento de honra dos verdes e brancos surgiu aos 90+1 minutos por intermédio do camaronês Meyong na cobrança de uma grande penalidade.

O treinador José Couceiro repetiu a equipa que empatou sem golos na recepção ao Desportivo de Chaves, na última jornada, repetindo-se a aposta em João Carvalho, médio cedido pelo Benfica na reabertura do mercado de transferências, em Janeiro, e titular pelo segundo jogo consecutivo.

Num jogo muito disputado, sobretudo a meio campo, mas quase nunca bem jogado e sem grandes oportunidades de golo, o Vitória entrou melhor levando o perigo à baliza adversária. A tranquilidade classificativa favoreceu os sadinos, mas a posse e as trocas de bola não tinham grande sequência e seria o Paços, com dificuldade em responder e na construção, a chegar com êxito ao golo, no seu primeiro ataque, graças a um cabeceamento oportuno de Welthon, na pequena área, após centro de Medeiros da esquerda.

A reacção dos comandados de José Couceiro, novamente melhores no arranque da segunda parte, foi ténue e depois da defesa a dois tempos de Defendi, aos 58 minutos, a remate de Nuno Santos, seriam os locais a chegar ao golo, novamente por Welthon e de cabeça, na sequência de um livre da direita e que contou ainda com um desvio de Marco Baixinho.

A ganhar por 2-0, o Paços, apoiado por milhares de adeptos nas bancadas, ficou mais confortável no jogo e os sadinos, que acusaram o golo, também não tiveram a resposta forte que se esperava, reduzindo apenas no período de compensação, por Meyong, em campo desde os 68 minutos, na transformação de uma grande penalidade.

Após o desaire, que aumenta para três o número de jornadas sem ganhar na I Liga, o Vitória continua com os mesmos 29 pontos na classificação, em igualdade com o Boavista. Os pacenses ocupam o 14.º lugar, agora com 23 pontos, estando agora mais afastado dos lugares de descida, ocupados por Tondela e Nacional, este com um jogo por realizar, ambos com 14.

Deixe uma resposta