Vitória focado no triunfo em Paços de Ferreira

Desporto Desporto B

Equipa de José Couceiro regressa hoje ao trabalho no Bonfim, tendo em vista afinar agulhas para a deslocação ao terreno do Paços de Ferreira, onde, em caso de vitória, poderá alcançar uma meta pontual que lhe permitirá disputar com tranquilidade o resto da I Liga

Após dois dias de folga, o plantel do Vitória regressa hoje, pelas 10h30, ao Estádio do Bonfim para começar a preparar a deslocação de domingo ao reduto do Paços de Ferreira, a contar para 22.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. Depois da igualdade (0-0) concedida diante do Chaves, os sadinos, que somam actualmente 29 pontos, vão procurar reencontrar os êxitos para ultrapassar de vez a barreira dos 30.

Apesar de ter admitido que o nulo com o Chaves soube a pouco, o guarda-redes Bruno Varela não desvaloriza a conquista de mais um ponto, acreditando que a equipa está próxima de atingir a meta estabelecida. “Temos 29 pontos e vamos continuar na luta pelo nosso objectivo. Vamos a partir de agora focar-nos no Paços de Ferreira para tentar vencer”, disse o guardião depois do empate com os transmontanos.

Quem à partida volta a estar disponível para ajudar a equipa na Capital do Móvel, depois de falhar os duelos anteriores com o Arouca (derrota por 2-1) e os flavienses, é o defesa Fábio Cardoso. Rendido nas duas rondas anteriores por Vasco Fernandes, o central, que se debateu com problemas musculares, vai esta semana tentar convencer o treinador José Couceiro a dar-lhe um lugar no onze.

Frente aos pacenses, depois da boa exibição realizada com o Chaves, é certa a continuidade a titular do médio João Carvalho. O jovem de 19 anos, cedido pelo Benfica, fez a sua estreia a titular com a camisola verde e branca e cotou-se como o melhor elemento em campo. Os bons indicadores deixados pelo internacional sub-21 deixaram agradado o técnico que já há algum tempo era admirador das qualidades do atleta.

Outra novidade no conjunto setubalense foi a presença do médio Fábio Pacheco no lote de convocados. Depois de estar ausente cerca de dois meses e meio – não actua desde 25 de Novembro de 2016, dia em que os sadinos defrontaram no Bonfim o Rio Ave (derrota poe 0-1) –, Fábio Pacheco foi suplente com os transmontanos. Uma lesão contraída em Novembro foi responsável pelo afastamento dos relvados.

Ricardo Lopes Pereira

Deixe uma resposta