DIÁRIO DA REGIÃO revela aqui os candidatos autárquicos a Montijo e Alcochete

Local Últimas C

Coligação “Muito Mais Montijo” com João Afonso como cabeça-de-lista

Está fechada a primeira coligação entre social-democratas e centristas no Distrito de Setúbal para as próximas autárquicas

O PSD e o CDS-PP do Montijo fecharam o acordo para concorrerem em coligação no Montijo, nas eleições autárquicas deste ano, estando definido que João Afonso – que já havia sido anunciado como candidato pelos social-democratas – será o cabeça-de-lista.

João Afonso, candidato pelo PSD/CDS-PP

“Tendo por base os resultados das eleições autárquicas de 2013, a coligação fica apenas a 79 votos do PS, constituindo-se como a principal alternativa à gestão ‘desgastada e irresponsável’ e ao projecto ‘pessoal e familiar’ do presidente da Câmara, Nuno Canta”, explica a candidatura “Muito Mais Montijo”, encabeçada por João Afonso, em comunicado enviado ao DIÁRIO DA REGIÃO.

De acordo com o mesmo comunicado, a coligação PSD/CDS-PP no Montijo “irá congregar o apoio e participação não só dos dois partidos mas também de independentes de outras áreas politicas”, nomeadamente mais à esquerda do espectro político-partidário. Independentes que, afirma a coligação Muito Mais Montijo, “não se revêm na actual política autárquica seguida por Nuno Canta”.

Um dos objectivos primordiais da coligação entre social-democratas e centristas passa pela aposta “num projecto político social e económico que retire a terra do actual marasmo e coloque os interesses da comunidade à frente dos interesses de um pequeno grupo, restabelecendo a confiança da comunidade nas suas instituições”. PSD e democratas-cristãos pretendem ainda “recuperar a identidade cultural do Montijo e reforçar a coesão social”.

“Fazer com que a Câmara Municipal se assuma como uma alavanca de desenvolvimento, se modernize, e deixe de estar refém de interesses pessoais. Enfrentar os principais problemas da população nas áreas da saúde, educação, segurança e transportes”, sublinha, a concluir, a candidatura Muito Mais Montijo, que acaba assim por se constituir como a primeira coligação entre social-democratas e centristas no Distrito de Setúbal, tendo em vista as próximas autárquicas.

Cipriano Pisco relançado como candidato pelo BE

Definido está já também o nome do candidato do Bloco de Esquerda (BE). Cipriano Pisco, 62 anos, volta a ser relançado pelo partido à presidência da Câmara Municipal do Montijo. A concelhia bloquista revelou, na última quarta-feira, 8, que o nome foi aprovado, confirmando-se assim a notícia que já havia sido avançada oportunamente pelo DIÁRIO DA REGIÃO.

Cipriano Pisco, candidato pelo BE

Cipriano Pisco, natural do Montijo, é actualmente membro do executivo da Junta da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro e deputado municipal, eleito pelos bloquistas.

O BE afirma, em comunicado, que espera “conquistar mais votos, mais autarcas e conseguir representação na Câmara Municipal do Montijo” nas próximas eleições autárquicas.

PS recandidata Nuno Canta e CDU deve apostar em Carlos Jorge de Almeida

Além de Cipriano Pisco pelo BE e de João Afonso pela coligação PSD/CDS-PP, está também já confirmada a recandidatura de Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal do Montijo, pelo Partido Socialista às próximas eleições.

Dos partidos com maior representação no concelho montijense, falta apenas a CDU anunciar a escolha do cabeça-de-lista, que deverá recair no vereador Carlos Jorge de Almeida para uma recandidatura à presidência da autarquia.

PS aponta a Fernando Pinto e PSD e CDS-PP       devem juntar-se por Vasco Pinto em Alcochete

Socialistas reúnem-se esta sexta-feira, 10, para definirem o nome do candidato. Social-democratas e centristas negoceiam coligação. CDU estuda “substituto” para Luís Franco que poderá ser Estêvão Boieiro

Fernando Pinto (PS)

Em Alcochete, os principais partidos políticos também se preparam para anunciar os nomes dos candidatos ao próximo acto eleitoral autárquico. O Partido Socialista tem agendada para esta sexta-feira, 10, pelas 21h00, uma reunião da Comissão Política Concelhia com um único ponto na ordem de trabalhos: a apresentação e aprovação do candidato à presidência da Câmara Municipal. Ao que o DIÁRIO DA REGIÃO conseguiu apurar, o nome de Fernando Pinto, actual presidente da concelhia socialista, estará bem posicionado e deverá mesmo ser submetido a apreciação como principal aposta para vir a encabeçar a lista socialista à presidência da Câmara.

Vasco Pinto (CDS-PP)

Outro nome que irá avançar nas próximas autárquicas no concelho alcochetano é Vasco Pinto, que conseguiu, nas eleições de 2013, conquistar um lugar na vereação da autarquia, com o apoio do CDS-PP. O DIÁRIO DA REGIÃO sabe que é certa a recandidatura de Vasco Pinto e que, desta vez, o candidato deverá contar com um reforço da base de apoio político-partidária no concelho. Tal como já sucedeu no Montijo, também em Alcochete CDS-PP e PSD negoceiam a possibilidade de se apresentarem a votos coligados. A única diferença, em relação ao concelho vizinho, é que neste caso, a confirmar-se o acordo entre os dois partidos, o cabeça-de-lista será sempre a aposta dos centristas, ou seja Vasco Pinto.

Já a CDU, que detém a maioria na autarquia, com cinco eleitos, vê-se na contingência de arranjar “substituto” para Luís Miguel Franco – impedido de se recandidatar à presidência da Câmara por força da lei de limitação de mandatos. Ao que o DIÁRIO DA REGIÃO apurou, o nome do actual presidente da Junta de Freguesia de Alcochete, Estêvão Boieiro, que preside em simultâneo à Misericórdia de Alcochete, é um dos nomes que, nos últimos tempos, ganhou mais força e poderá mesmo vir a ser a solução a apresentar pela CDU.

Deixe uma resposta