Centro de recolha de animais do Barreiro e Moita com uma média de 20 adopções mensais

Sociedade B

O novo Centro de Recolha de Animais Errantes dos concelhos do Barreiro e Moita, que foi inaugurado em Outubro, tem uma média mensal de adopções de 20 animais, mas existem muitos animais a serem recolhidos diariamente.

“Quem quiser ir visitar este novo espaço deve-o fazer e pode fazer uma adopção de um animal, porque infelizmente temos muitos. Temos uma média de 20 animais por mês que são adoptados, mas todos os dias somos chamados para recolher animais”, afirmou Sónia Lobo, vereadora da Câmara do Barreiro.

Segundo a autarca, o objectivo do Centro de Recolha de Animais Errantes dos concelhos do Barreiro e Moita, baptizado como Quinta do Mião, não é ficar com animais, lembrando as limitações de espaço existentes.

“O objectivo não é ficar com os animais, é um espaço de passagem e esta questão preocupa-nos. É difícil a gestão com o número de boxes disponíveis”, alertou.

O novo centro está localizado junto ao Mercado Abastecedor do Barreiro e contempla 33 boxes para cães, celas de quarentena, um gatil e um espaço administrativo, num investimento de cerca de 335 mil euros.

A necessidade de melhorar e alargar as instalações existentes nos dois concelhos esteve na origem da colaboração entre as duas autarquias, que repartem as despesas de construção do novo equipamento e partilham recursos.

Segundo o protocolo, as despesas obedecem a uma repartição de 60% para o município do Barreiro e de 40% para o da Moita.

Deixe uma resposta