Vitória vence Benfica no Bonfim e sobe ao 6.º lugar

Desporto B

O Vitória venceu ontem na recepção ao Benfica, por 1-0, em partida da 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. O único golo da partida, realizada no Estádio do Bonfim, foi apontado por Zé Manuel, avançado cedido pelo FC Porto aos sadinos, aos 21 minutos. O triunfo permitiu aos setubalenses quebrar um jejum que já durava desde 1999 sem vencer as águias, no campeonato, no Bonfim.

Com este resultado, os setubalenses ascendem à sexta posição da classificação, com 28 pontos, enquanto as águias vêm encurtada a distância que tinham na frente da prova para o FC Porto, segundo classificado agora com menos um ponto que os benfiquistas.

Nas equipas iniciais, o destaque vai para os três centrais utilizados por José Couceiro, permitindo a subida no terreno dos laterais Arnold e Nuno Pinto. No lado dos benfiquistas, o regresso de Fejsa, cinco jogos depois, e de Mitroglu, após a ausência no duelo com o Moreirense na Taça da Liga, foram as novidades.

Depois de serem eliminados das meias-finais da Taça da Liga, vitorianos e benfiquistas foram a jogo com o objetivo de reencontrar os êxitos. Velozes nas transições, os lisboetas entraram melhor ameaçando a baliza defendida por Bruno Varela em remates de Mitroglu (dois minutos) e Cervi (cinco).

Depois de uma entrada forte das ‘águias’, o Vitória, sempre bem organizado, criou perigo pela primeira vez, aos 15 minutos, num pontapé de bicicleta de Edinho que saiu sobre a trave, após cruzamento de Arnold na direita.

Após o aviso, os sadinos conseguiram inaugurar o marcador, aos 21 minutos, num lance em que Arnold interveio. O congolês assistiu o avançado Zé Manuel que, com um cabeceamento forte e colocado, desfeiteou o guarda-redes Ederson.

Depois do tento do atacante cedido pelo FC Porto, ás águias ripostaram, dispondo ao minuto 25 de duas ocasiões soberanas para igualar o placar. Pizzi e Luisão, respetivamente, viram o guardião Bruno Varela e o central Frederico Venâncio impedirem o empate.

Até ao intervalo, o Benfica continuou a visar a baliza do conjunto setubalense. Zivkovic (rematou sobre a trave num livre direto aos 35) e Jonas (viu Bruno Varela travar o remate aos 36) foram os homens que não tiveram a pontaria desejada pelos adeptos benfiquistas presentes no Bonfim.

Na segunda parte, Rui Vitória, treinador que cumpriu castigo no Bonfim, prescindiu do ‘amarelado’ Cervi, e lançou Rafa com o objetivo de dar mais acutilância ao ataque. Aos 60 minutos, foi o extremo benfiquista a quase permitir o golo de Mitroglu, que cabeceou ao lado do poste esquerdo.

Numa fase em que o Benfica pressionava de forma intensa a defesa vitoriana, o avançado grego voltou a ameaçar a baliza de Bruno Varela, que viu Mitroglu, desviar sobre a trave, aos 63.

Perante um Vitória solidário, que ia tapando os caminhos da baliza defendida por Bruno Varela, só em contra-ataque o Vitória se acercava da baliza de Ederson. Aos 74 minutos, após ‘cavalgada’ de Arnold na direita, o jogador cruzou para remate do recém-entrado Vasco Costa ao lado.

De bola parada, aos 80 minutos, foi a vez de Luisão ir à área contrária cabecear para defesa fácil de Bruno Varela. No minuto seguinte, Luka Jovic substituiu Pizzi, que teve uma exibição discreta no Bonfim. A alteração não teve efeitos práticos, acabando os setubalenses por segurar a vantagem.

Deixe uma resposta