Câmara de Setúbal e instituições ajudam sem-abrigo a combater o frio

Local Sociedade

O Centro de Apoio ao Sem-Abrigo está a recolher mantas, cobertores e agasalhos. A Cáritas Diocesana de Setúbal, no núcleo do bairro do Troino, está de portas abertas para acolher os sem-abrigo

 

A Câmara Municipal de Setúbal e várias instituições de solidariedade têm reunido esforços para ajudar as pessoas sem-abrigo da cidade a combater as baixas temperaturas, entregando-lhes refeições quentes, cobertores e agasalhos nas últimas noites.

O núcleo de Setúbal do C.A.S.A. – Centro de Apoio ao Sem-Abrigo, que presta apoio alimentar à população sem-abrigo e a famílias carenciadas, está a apelar aos setubalenses na rede social Facebook para que dêem cobertores, mantas e agasalhos, destinados a aquecer os sem-abrigo que possam procurar ajuda na instituição.

Os bens podem ser deixados na morada da instituição – Rua Ladislau Parreira, n.º 22, junto à Junta de Freguesia da Anunciada, no bairro da Fonte Nova – que funciona entre as 21h e as 00h.

“Sabemos que esta população sem-abrigo tem muita dificuldade em abandonar os locais onde pernoita, então colocamos à disposição mais agasalhos e mais mantas”, que podem ser levados por quem assim quiser, explicou ao DIÁRIO DA REGIÃO Susana Marques, coordenadora da delegação de Setúbal do Centro de Apoio ao Sem-Abrigo.

Em simultâneo e numa lógica complementar, o Centro Social São Francisco Xavier da Cáritas Diocesana de Setúbal, na Praça Teófilo Braga, nº 13, vai estar aberto para acolher as pessoas que lá quiserem pernoitar.

A Cáritas Diocesana de Setúbal é uma das principais instituições encarregues deste tipo de acção preventiva junto dos sem-abrigo da cidade, e trabalha em articulação com a autarquia, assim como outras instituições.

Também uma associação de enfermeiros, habituada a trabalhar de perto com a população sem-abrigo, tem estado atenta ao desenrolar da situação na cidade. “Estou a todo o momento à espera de feedback para saber se é preciso ir entregar algum agasalho, mantas ou alimentação à população com quem eles estiveram em contacto durante o dia”, disse a coordenadora.

Na terça-feira à noite, entre as 20h e as 23h, uma equipa de elementos da Divisão de Inclusão Social da autarquia, do Serviço Municipal de Protecção Civil e Bombeiros e da Cáritas Diocesana de Setúbal “percorreu vários espaços da cidade nos quais pernoitam sem-abrigo”, distribuindo-lhes cobertores, e verificou as condições de segurança em que dormem.

A massa de ar frio e seco que se tem feito sentir nos últimos dias colocou 18 distritos de Portugal Continental em alerta amarelo até às 11h de sábado, devido à persistência de valores baixos da temperatura mínima.

O frio deve-se a uma acção conjunta de um anticiclone localizado na Europa Central e de uma região depressionária com um centro sobre o Mediterrâneo e outro sobre Marrocos.

Deixe uma resposta